Efeitos da Correlação na Diversificação

Sabemos que quanto menor a correlação entre ativos, maior é o efeito da diversificação. Mas como podemos analisar através do binômio risco e retorno os efeitos de uma correlação positiva e negativa?

Vamos considerar dois tipos de investimentos com diferentes retornos e riscos.

Tabela_2 Ativos

Tabela_2 Ativos

Caso a correlação entre os 2 ativos seja perfeitamente positiva, o retorno e risco de um portifólio com 50% X e 50% Y serão a média do retorno e risco dos investimentos X e Y. Portanto, o retorno de XY será 9% e sua volatilidade 14%.

E como se comportará o retorno e o risco de XY caso a correlação entre eles seja perfeitamente negativa?

O gráfico abaixo mostra o retorno e o risco a medida que adicionamos o ativo X (maior retorno e maior risco) para 2 situações diferentes: (a) correlação perfeitamente positiva (Y > X) e (b) correlação perfeitamente negativa (Y >W >X).

Correlação Perfeitamente Positiva e Negativa

Correlação Perfeitamente Positiva e Negativa

Clique na imagem para ampliar

Com uma correlação perfeitamente positiva, a adição de X a partir de uma alocação com 100% Y será apenas uma reta ligando os pontos Y e X. Portanto, à medida que adicionamos X, tanto o retorno como a volatilidade, aumentam de forma constante até chegarmos a uma alocação 100% X.

Entretanto, com uma correlação perfeitamente negativa, a adição de X a partir de uma alocação 100% Y será uma reta entre o ativo Y e o ponto W, onde a volatilidade é ZERO. O ponto W nos mostra a alocação com o menor risco possível (minimum risk portfólio). W apresenta um retorno esperado de 8,7% sem nenhuma volatilidade. A alocação entre X e Y neste ponto é de 36% X e 64% Y.

Aumentando a alocação de X acima de 36% estaremos aumentando o retorno esperado do portifólio XY, porém também estaremos aumento seu risco, caminhando do ponto W até o ponto X.

E quando não há correlação entre os ativos X e Y?

O gráfico abaixo descreve uma situação em que não temos uma correlação perfeitamente positiva nem negativa. Neste caso, adotamos uma correlação nula (zero) entre os ativos.

Correlação Perfeitamente Positiva, Negativa e Nula

Correlação Perfeitamente Positiva, Negativa e Nula

Clique na imagem para ampliar

Embora a correlação nula não seja tão eficaz quanto a correlação perfeitamente negativa, ela certamente melhora a relação entre risco e retorno do portifólio XY.

Lembram do portifólio XY que gerava um retorno de 9% com uma volatilidade de 14% (com uma correlação perfeitamente positiva)?

Agora, através de uma correlação nula entre os ativos podemos ter o mesmo retorno de 9% com uma volatilidade de 11% ou a mesma volatilidade de 14% com um retorno de 9,5% (representados pelos quadrados verdes).  Esse é o benefício da diversificação através de ativos fracamente correlacionados.

Conclusão: Quanto mais negativa for a correlação entre dois ativos maior será o efeito da diversificação.

Sobre o autor

Henrique é especialista em alocação de ativos, eleito um dos 5 melhores educadores financeiros do Brasil em 2012/2013. Continue Lendo aqui!

  • Investimentos e Finanças

    Se um ativo que tenha uma correlação negativa, como o Dolar, mas cujo retorno no LP seja negativo, mesmo que seu acrescimo diminua a volatilidade do portfolio, ele tambem vai diminuir o retorno total do portfolio. Ou seja, mesmo com uma volatilidade menor seu acrescimo não seria interessante. Gostaria que fizesse uma simulação em que o retorno de um dos ativos fosse negativo, para comprovar isto.

    Abs

  • Henrique Carvalho

    Esse é mesmo um ponto importante inv. e fin. No artigo passado sobre os exemplos práticos da correlação eu escrevi:

    “Correlações negativas são muito raras no mundo real. Caso ache uma correlação negativa entre 2 ativos fique sempre alerta ao retorno proporcionado por estes ativos.”

    Vou fazer uma simulação com Ibov e Dólar (correlação negativa) e Ibov e Selic (correlação neutra) para comprovar sua afirmativa.

    Abraços!

  • Pingback: Comparando Portfólios: Selic vs Dólar (parte I) « HC Investimentos()

  • Pingback: HC Investimentos comemora 1 ano de aniversário! « HC Investimentos()

  • Courtnay Guimaraes Junior

    Voce pode disponibilizar a planilha ?

  • Pingback: Blog Willian Rodrigues » Alocação de Ativos()

eBook-alocacao-ativos