Carteira HC Investimentos – Novembro/2010 [+0,78%]

Este post é mais uma atualização da série publicada sobre minha carteira pessoal de investimentos, a Carteira HC Investimentos. Clique no link para ter acesso a leitura de todos os meses de publicação.

Mais um mês positivo para a Carteira HC Investimentos! Mesmo com o Ibovespa apresentando uma queda de -4,20%, a Carteira teve uma rentabilidade de +0,78% no mês de novembro/2010, acumulando +11,78% no ano.

Este valor representa 135,91% da rentabilidade do CDI no mesmo período. Considero um ótimo resultado para um ano em que a Bolsa está com uma rentabilidade negativa de -1,43%.

Comparação de Rentabilidade

Os Fundos Multimercados que utilizo como benchamarks da eficiência de minha gestão tiveram mês razoável, ficando abaixo do CDI, com exceção do Verde da CSHG. Após este mês, apenas este fundo está acima do CDI.

Acompanhe no gráfico abaixo a evolução da rentabilidade acumulada da Carteira HC Investimentos e de seus benchmarks.

O excelente fundo Verde da Credit Suisse Hedging-Griffo teve novamente o melhor desempenho no mês [+2,19%]. É impressionante como este fundo apresenta ótimos resultados em momentos de stress no mercado. Estou curioso para ler o relatório do fundo para saber qual estratégia foi utilizada. Provavelmente alguma posição em dólar futuro ou opções em dólar que garantiu um bom hedge. Provável também que o resultado nas ações tenha sido bem melhor do que o Ibovespa. Resta aguardar…

Com esta ótima rentabilidade no mês, perdi a primeira colocação e estou 0,60% atrás deste fundo. Assim como foi o campeonato brasileiro, a decisão ficará para o último segundo.

É importante lembrar que o benchmark oficial sempre será o CDI, porém, ao adicionar os melhores fundos multimercados como comparação, traçamos um objetivo de se equiparar a indústria de fundos profissionais.

Que tal analisarmos em detalhes a Carteira HC Investimentos para compreendermos seu desempenho no mês e no ano?

Alocação Inicial | Novembro/2010

A alocação de uma carteira de investimentos é responsável por praticamente 90% de seus resultados no longo prazo. Portanto, mais importante do que market timing e a escolha de ativos (asset picking) é a alocação que você define para cada ativo de seu portfólio.

Caso deseje ver os detalhes de como chegamos à esta alocação veja os comentários que fiz sobre a alocação final no mês de outubro de 2010 sobre a Carteira HC Investimentos.

Rentabilidade dos ativos da Carteira no mês

Analisando a rentabilidade mensal de cada ativo podemos compreender o porquê do resultado de +0,78% da carteira HC Investimentos no mês. Em detalhes:

1. Renda-Fixa (+0,25%). A rápida subida dos juros futuros devido a uma preocupação com a crescente inflação foi responsável pelo baixo rendimento dos títulos prefixados (LTN 2012 e 2013) e indexados à inflação (NTN-BP 15),  já que um aumento nas taxas reflete menores preços. No geral, o resultado da carteira de Renda-Fixa, no valor de +0,25%, ficou abaixo da rentabilidade do CDI no mês, de 0,81%.

2. Fundos Imobiliários (+4,88%). A rentabilidade da carteira de Fundos Imobiliários ficou bem acima do CDI, com uma valorização de +4,88% contra 0,81% do CDI. Destaque para o Projeto Água Branca (FPAB11), que apresentou fortes ganhos de quase 10% no mês. A rentabilidade dos FII tem ajudado bastante a carteira nos momentos em que a bolsa apresentou um fraco desempenho, o que comprova que existe um bom poder de diversificação ao incluir FIIs na carteira.

3. Câmbio (+3,77%). A carteira de câmbio teve um desempenho positivo de +3,77%. Tal valor foi totalmente influenciado pela excelente rentabilidade do Ouro no mês [+6,88%], que em 2010 já está com uma rentabilidade em torno de 37%. Reforço minha tese de cautela em relação ao Ouro.

Hedge Ratio (120,71%). Observamos uma excelente proteção em relação à queda da bolsa neste mês. Com as ações apresentando uma rentabilidade de -3,12% e o câmbio apresentando uma rentabilidade de +3,77%, o hedge ratio observado foi de 120,71%.

Como calcular o hedge ratio? Basta dividir a rentabilidade do câmbio (3,77%) pelo inverso da rentabilidade das ações (3,12%), o que resulta em um valor de 120,71%. Este valor sinaliza o quanto conseguimos suplantar os rendimentos negativos da bolsa com os investimentos em câmbio (dólar e ouro).

Um hedge ratio de ou acima de 100% é conhecido como hedge perfeito, já que a carteira de câmbio consegue proteger toda a queda das ações no mês. Um ótimo exemplo pôde ser observado no mês de janeiro de 2010, quando a bolsa teve um rendimento de -4,65% e o Dólar de 7,67% e o Ouro de 6,45%.

4. Ações (-3,12%). A carteira de ações, composta pelo ETF PIBB11 e pela Petrobrás (PETR4), teve um desempenho  superior ao Ibovespa no mês, garantindo uma rentabilidade de -3,12% contra -4,20% do Ibovespa.

Operações realizadas durante o mês

Realizei apenas uma operação neste mês.

1. Venda de EURO11. O Fundo Imobiliário Europar foi meu primeiro investimento neste setor. Comprado em 22/07/2009 a um preço de R$ 164,00 resolvi vendê-lo integralmente em 16/11/2010 ao preço de R$ 204,00. A rentabilidade total (considerando os rendimentos mensais recebidos) no período foi de +37,66%. Anualizando este resultado, temos um valor de +27,40%. Um excelente resultado para um investimento em Fundos Imobiliários.

Alocação da carteira | Final de Novembro:

Alocação Final. Não foram realizadas grandes mudanças na alocação da carteira, apenas um leve aumento na alocação em Cash (Conta Corrente), que será explicado abaixo.

Cenários e Estratégias

1. Renda-Fixa. Não pretendo mexer tão cedo na carteira de títulos públicos e privados. Somente uma grande variação nas taxas de juros futuros poderia dar margem para um possível realocação. No momento, estou satisfeito com esta alocação concentrada em pré-fixados e indexados a inflação.

2. Fundos Imobiliários. Esta classe de ativos está avançando fortemente em 2010, mesmo com uma subida na Selic. Como o fundo Rio Bravo Renda Corporativa (FFCI11) possui maior alocação em relação aos demais, os recursos de uma possível venda de lotes excedentes viriam deste fundo, trazendo a alocação para um patamar perto dos 3%, como os outros fundos.

Garimpando FIIs. Meu objetivo de longo prazo é trazer a alocação dos Fundos Imobiliários para 20%. A meta para 2011 é diversificar ainda mais nesta classe de ativos, alocando em torno de 10 FIIs. Estou atento para as variações no mercado para buscar novas oportunidades. Se você deseja ter informações especializadas e gratuitas sobre os Fundos Imobiliários, faço um convite para acessar o site do Sérgio Belleza, fundoimobiliario.com.br, o qual estou em parceria com o Sérgio, buscando informações práticas e de qualidade para todos os investidores.

3. Câmbio. Tendência do Dólar bastante indefinida atualmente. É possível que um valor de R$ 1,65 me faça aumentar a alocação neste ativo. Além do propósito natural do investimento, também serviria para financiar possíveis compras futuras atreladas ao Dólar.

4. Ações. Caso a Bolsa continue subindo forte, uma venda de PIBB11 pode ajudar a garantir os bons resultados, mantendo o risco sob controle. Bolsa acima de 75.000 pontos liga novo alerta. Bolsa acima de 80.000 pontos seria um momento para uma possível venda de PIBB11.

5. PETR4. Não pretendo manter uma ação individual em meu portfólio no longo prazo. Portanto, acredito ser um investimento de curto/médio prazo. Um patamar por volta dos R$ 29,00 me faria vender a ação, até mesmo para, no caso da Bolsa continuar subindo, aliviar minha alocação em Ações,  que está no patamar de 30%.

6. Aportes Mensais. Como podemos observar, a alocação em Cash (poupança e/ou dinheiro parado na corretora) da carteira está acima de 3%. Este valor se deve ao fato da reserva das debêntures do BNDES. Reservei os 3 tipos de debêntures e como a liquidação será no dia 15/12, já deixei um dinheiro em conta corrente para este novo investimento.

Para ler mais sobre este tipo de investimento, consulte o excelente site Valores Reais, do meu amigo Guilherme, que novamente trouxe todas as informações sobre as quais precisamos saber sobre este tipo de investimento.

Conclusão

Seguimos confiantes de que uma diversificação adequada de uma carteira pode gerar excelentes resultados de longo prazo, além de um ótimo controle de risco. A rentabilidade de +11,78% no ano reflete um percentual em relação ao CDI de 135,91%, já incluindo todos os custos, sendo portanto, uma rentabilidade líquida.

Opinião dos leitores. Como estão seus investimentos amigos? Quais são suas metas para 2011?

Gostou do artigo? Compartilhe!

Sobre o autor

Henrique é especialista em alocação de ativos, eleito um dos 5 melhores educadores financeiros do Brasil em 2012/2013. Continue Lendo aqui!

  • Excelente resultado, Henrique!

    Estava curioso para saber qual tinha sido o FII vendido no mês. E a rentabilidade total do EURO11 foi extraordinária! Objetivo cumprido com o referido fundo, é hora de pensar em possíveis estratégias de novas compras.

    Uma coisa que observei em relação ao FII FPAB11 – analisando a ótima tabela que você disponibilizou no site Fundo Imobiliário – é a consistência crescente na distribuição de rendimentos desse fundo, fato que também pôde ser observado em relação ao HGBS11 (embora com menor intensidade nesse último).

    É claro que rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura, ainda mais em se tratando de períodos curtos, mas olhar dados históricos nos permite fazer algumas conclusões.

    Nesse campo, também estou curioso sobre a política de distribuição de rendimentos dos fundos Shopping Largo do 13 (acho que é esse o nome), e Kinea, que tiveram o “patrocínio”, digamos assim, dos bancos Bradesco e Itaú, respectivamente. É sabido e consabido que os fundos de investimentos dos bancos de varejo são muito caros e, portanto, pouco rentáveis. Quero ver é se esse padrão também se repetirá com esses FIIs de grandes bancos, ou se teremos alguma surpresa.

    Eu também aumentei as posições em cash no mês, devido às reservas das debêntures da BNDESPar. Como o período de reserva não foi prorrogado, acredito que a demanda deva ter sido mais forte do que a do ano passado. Mas isso é só um palpite. Vamos aguardar os preços finais das taxas, que acredito que serão bons, ainda mais porque estamos num cenário em que ainda há forte pressão inflacionária, puxando para cima as taxas futuras do DI.

    Num cenário de incertezas na política global, torna-se imprescindível agir com cautela, controlando o grau de risco da carteira, e também manter os custos a níveis baixos. Uma das maneiras de fazer isso é ter uma baixa frequência de negociações. Vejo que você tem conseguido fazer isso com maestria, pois poucas são as operações que realiza a cada mês.

    Isso mantém a carteira bem estável, diminuindo, portanto, a volatilidade de curto prazo. Pois o que interessa, no final das contas, é o resultado a longo prazo.

    E obrigado pela citação do Valores Reais!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

    • Henrique Carvalho

      Olá Guilherme!

      Primeiramente, obrigado pelas palavras!

      1. FPAB11 e HGBS11 – Nos últimos 12 meses o rendimento tem aumentado sim, porém, ao analisar um período antes deste os rendimentos caíram por um tempo….

      Ah, o FPAB11 vai pagar 2,00 neste mês de dezembro. E pensar que este era o patinho feio da minha carteira de FII. Hoje recebe até medalha! rsrs

      2. Vamos com tudo nas debêntures! Vejam o post mais recente do próprio Guilherme.

      3. A volatilidade da minha carteira em 2010 está muito baixa. Estou bem satisfeito com a relação retorno x risco da carteira!

      A atualização da carteira sobre dezembro/2010 será especial, com a retrospectiva do ano todo! Aguardem!

      Grande Abraço amigo!

      • Henrique, mutíssimo obrigado pelas valiosas observações escritas nesse comentário! A importância de analisar a maior quantidade possível de dados históricos dos FIIs ficou comprovada nessa bela explanação!

        Aguardo ansiosamente o resultado final da carteira HCI do ano de 2010!!!

        É isso aí!
        Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  • Venho parabenizá-lo pelos resultados de sua carteira!
    Parabéns também pelo que tem feito junto com Sérgio Belleza, ótimo trabalho.

    Abraço!

    • Henrique Carvalho

      Muito obrigado Fabrício!

      Abraços!

  • Henrique,

    Muito didático seu texto como sempre, parabéns.
    Estou estudando os FII com o pensamento de investir alguma coisa em 2011; ainda preciso ganhar segurança em relação a esse tipo de investimento.

    Abraço!

    • Henrique Carvalho

      Valeu Jônatas!

      A melhor segurança que podemos ter em nossas carteiras (na minha opinião) é a diversificação.

      Por isso tenho como meta em 2011 aumentar a diversificação entre os FII.

      Abraços!

  • investir40

    Realmente “show de bola”.

    Sua estratégia (U$ e ouro) é bem interessante e faz a gente pensar ou repensar a nossa.

    abraço e sucesso.

    Investir40

    • Henrique Carvalho

      Obirgado Investir40!

      É um hedge que tem dado certo neste ano. Principalmente, por conta do Ouro!

      Abraços!

  • Marcelo

    Henrique, o que o levou a vender suas quotas do fundo EURO11? No mais parabéns. Eu venho aprendendo muito com você.

    • Henrique Carvalho

      Olá Marcelo!

      Obrigado pelo comentário!

      Tenho um método de valuation dos FII que me indicou uma oportunidade de venda no EURO11, visando substituir a participação deste por outro FII.

      Abraço!

  • Olá Henrique,

    Parabens pelo resultado. Também não entendi por que vendeu EURO11, especialmente por que sua meta é aumentar a alocação em FIIs e diversificar mais. Voce fez extamente o contrário, diminuiu a alocação e concentrou mais; além do aumento dos custos com corretagem e Imposto de renda de 20% sobre o lucro.

    Abs

    • Henrique Carvalho

      Olá Inv.Fin!

      É verdade. Custos são sempre ruins, porém, a intenção é substituir o EURO11 por outros fundos mais baratos. Meta de 2011 é aumentar a participação nos FII e no número de FII, porém, sendo selectivo em realação a sua atratividade.

      Abraços!

  • Helison

    Parabens HC!

    Show mesmo!

    Tenho ume duvida sobre “Asset Alocation”…

    Esse assunto engloba onde e quanto colocar?

    Se baseia em diversificar em classes diferentes?

    Ou tem um segredo para escolher onde investir e exatamente qnto investir?

    Como é a logica dele, do que se trata mais especificamente?

  • Helison

    Outra duvida, em relação a ETF….

    Eles podem sem disponibilizados pra aluguel?

    Ha possibilidade de lançar opções deles?

    Chegou da minha corretora uma compra com seguro em BOVA11…

    Bom, se deu pra BOVA dá pra PIBB tbm né?

    • Henrique Carvalho

      Olá Helison!

      Já respondi essa pergunta para você anteriormente.

      Sim, é possível lançar opções, porém, não há liquidez.

      Em PIBB11 nunca vi liquidez nas opções…

      Em BOVA11 ta començando…

      Abs!

      • HELISON

        Aluguel tbm é possivel?

  • Fabrizio

    Uma dúvida na atualização da rentabilidade mensal dos títulos do tesouro: não seria correto na rentabilidade das NTNBp 2015 você colocar os juros acertado na compra mais o Ipca? por quê colocou 0,25%?

    • Henrique Carvalho

      Olá Fabrizio,

      Faço isso porque utilizo a marcação a mercado (mark-to-market). E o valor do título já engloba essa variação do IPCA.

      Abraços!

  • Helison

    Quando vc indica rentabilidade liquida de 0,78% no mês vc esta considerando ja descontado tudo….

    Inflação
    TED/DOC
    Custos (corretagem+emolumentos+custodia)
    IR (nos casos que há incidencia)

    Não consigo entender!

    • Helison

      Quando vc indica rentabilidade liquida de 0,78% no mês vc esta descontando tudo….

      Inflação
      TED/DOC
      Custos (corretagem+emolumentos+custodia)
      IR (nos casos que há incidencia)

      Não consigo entender!

      Qual foi a rentabilidade bruta?

      Após algumas reflexões e duvidas resolvi fazer um estudo sobre rentabilidade.

      Considerei custos e situações a qual estou exposto. Arredondei algumas contas pra ficar mais facil o entendimento e o raciocinio.

      No seguinte caso, considerei;

      TED/DOC 16,00 (Duas transferencia, ida e volta)
      Custodia mensal 7,00
      Corretagem+Emolumentos 30,00 (Compra e Venda, XP)
      IR 15% (Considerei para a carteira como um todo)
      IPCA Out 0,75% (Perda natural de valor com o tempo)

      Caso hipotetico (mas bem realista) com valores simplificados!

      Se no final de Setembro (dia 30) tivesse REALMENTE investido R$ 1000, no inicio de Novembro (dia 1°) eu DEVERIA ter um valor de R$ 1007,80 que me proporcionaria um ganho REAL de R$ 7,80, ou seja, 0,78% liquido sobre os R$ 1000 REALMENTE investidos.

      Até o presente momento se eu estiver errado me corrija por favor!

      Ficaram assim as contas…

      Para investir realmente R$ 1000 eu preciso ter mais do que R$ 1000, pois ha custos envolvidos.
      Então considerei que tenho que ter R$ 1050.
      Eu tenho R$ 1000 e peguei R$ 50 emprestado durante 30 dias sem juros, com meu irmão (ele é gente boa).

      Sairam da minha conta corrente R$ 1050.
      Pago o TED/DOC R$ 8.
      Chegando na corretora R$ 1042.
      Faço a compra no valor de R$ 1000 (Dia 1º Out).
      Pago R$ 15 de corretagens+emolumentos.
      Agora tenho na corretora R$ 27 (1042-1000-15).

      Tic..Tac..Tic..Tac…Esperei o tempo passar!

      Faço a venda dos R$ 1000 a R$ 1080 (Dia 31 Out).
      Ganhei R$ 80!

      Rentabilidade de 8% sobre a carteira em 30 dias.
      Boa rentabilidade!

      Pago R$ 15 de corretagens+emolumentos.
      Tenho agora na corretora R$ 1092 (1080+27-15).
      Ja separei tambem R$ 7,5 do IR (15% sobre R$ 50)

      OBS: Considerei preço de aquisição de R$ 1015 e venda a R$ 1065, sendo o lucro de R$ 50. Descontei R$ 15 de custos na compra e na venda. OK! Entendido!

      Pago tambem a taxa de custodia mensal R$ 7.
      Agora tenho na corretora R$ 1077,5 (1092-7-7,5).
      Agora o dinheiro volta para conta corrente.
      Pago R$ 8 TED/DOC.
      É comum a corretora cobrar isso?
      Chega na conta corrente R$ 1069,5 (1077,5-8).
      Devolvo para meu irmão os R$ 50 dele. Valeu irmão!

      Fico com R$ 1019,5 (1069,5-50) para torrar.

      Mas meu dinheiro já não vale o mesmo tanto.
      Então vou descontar a inflação, IPCA Out 0,75%.
      0,75% de R$ 1000 são R$ 7,50.

      OBS: Eu tinha R$ 1000 qndo optei por investir ao inves de gastar. Agora, 30 dias depois, vou gastar os meus R$ 1000 que ja não valem mais R$ 1000. Eu posterguei meus gastos no intuito de investir e depois poder ter mais para gastar, resultado foi:

      O valor de R$ 1019,5 que tenho em mãos para gastar valem apenas R$ 1012 (1019,5-7,5).

      OBA! (Pulos de alegria, gritos, risadas e mta festança)

      Que delicia, ganhei 8% só em outubro!
      Investir é o que ha, tudo de bom!
      Ganhar dinheiro a toa, sem fazer nada!
      Maravilha! Um mesinho só rendeu 8%!
      Imagina isso em um ano ou uma vida inteira!

      Por favor, ao mesmo tempo que tenho convicção que fiz as contas certas eu tbm tenho certeza que o raciocinio está errado, pois isso não pode ser possivel.

      Ganhar 8% mas na verdade ter ganhado 1,2%.

      Tudo isso para chegar a confirmação.

      Para conquistar uma rentabilidade LIQUIDA de 0,78%, no mês, eu preciso ter uma rentabilidade BRUTA entorno de 7,5%, no mês, logico!

      Mais uma vez, se eu estiver errado, por favor me corrija!

      Desde ja agradeço a atenção!

    • Henrique Carvalho

      Só não considero inflação.

      Os custos entram todos como saldos negativos no patrimônio total.

      Abraços!

      • HELISON

        Então tudo isso que eu fiz esta corretissimo!
        Não possui erro algum!
        Meu primeiro estudo feito!
        Se houver erro por favor me corrija!

        Obrigado!

      • Helison

        Mas então para saber a rentabilidade liquida, basta que vc pegue estes 0,78% e desconte a inflação de Novembro.

        Ficaria tipo…

        IPCA Novembro ficou em 0,69%
        (1+0,0078)/(1+0,0069)= 1,00089-1=0,00089=0,089%

        Essa seria sua rentabilidade liquida mesmo 0,089%…
        Em meus calculos é essa que eu considero…

        Se eu estiver errado, mais uma vez, me corrija!

      • Helison

        Errei…

        Olhei o mês errado…
        Na verdade o IPCA de Novembro ficou em 0,86..

        Neste caso sua rentabilidade foi qnto?

  • Boa.

    Câmbio a 1,65 pode dar compra sim. Pois quem vai comprar junto com você é nada mais nada menos que o Banco Central. Parece que quando bate nos 1,67 já soa um alarme no BC rsrs..

    Abcs,

    • Henrique Carvalho

      Valeu FI!

      O BC já está em ação neste mês! hehe

      Ou o real está forte ou o Dólar tá bem fraco…Acho que a 2a opção é mais concreta…

      Abraço!

  • HELLISSON

    OLA HC TENHO ALGUMAS DUVIDAS QUE AINDA NAUM ENTENDI APESAR DE JÁ ME EXPLICAREM:

    QUAL A DIFERENÇA ENTRE CDI E TX SELIC? ……..QUE CONFUZÃO

    O QUE QUER DISER ACIMA DO CDI?

    SEI QUE A POUPANÇA RENDA 0,5% AO MÊS, ENTÃO DEVERIA RENDER 6% AO ANO (12 X 0,5) CERTO? ENTAUM PORQUE ANO PASSADO ELA RENDEU 6,92%?

    VC PODIA ME INDICAR ALGUMAS ESTRATÉGIAS DE INVESTIMENTO NA POUPANÇA?

    COMO É PAGO A TX. ADM DOS FUNDOS DE INDICES….ME CITA UM EXEMPLO…

    QUAL A DIFERENÇA DE DIVIDENDO E JCP?

    É POSSÍVEL ALUGAR E LANSSAR OPÇÃO DE COTA ETF?

    É POSSÍVEL EU RECEBER OS DIVIDENDOS DE ETF EMCONTA CORRENTE?

    GOSTARIA DE SABER (MATEMATICAMENTE) QUAL O EFEITO DOS PAGAMENTOS DE DIVIDENDOS NO VALOR DA COTA ETF:

    UM ETF QUE TENHA 10 EMPRESAS QUAISQUER…COM PESO DE 10% CADA UMA…EM UM DADO ANO, AS COTAS NAO VALORIZARAM NADA, NEM SE QUER HOUVE NEGOCIOS…POREM UMA DELAS PAGOU DIVIDENDOS SENDO O DY 5%…NESSE CASO A VALORIZAÇÃO DA MINHA COTA SERIA DE QUANTO? JA QUE OS ETF’S REINVESTEM TODOS OS DIVIDENDOS RECEBIDOS, COMO FICARIA O PESO DAS EMPRESAS APÓS O REINVESTIMENTO?

    SEI QUE O OURO DISPAROUM ESTE ANO……VALE A PENA INVESTIR 100% DO CAPITAL EM OURO?

    QUE CONCELHO VC ME DA PARA INVESTIR R$ 300.000,00 ??

    VC INVESTI NA FAIXA DE QNTO POR MÊS?

    E ATUALMENTE POSSUI UM PATRIMONIO DE QNTO?

    PECO URGÊNCIA NA RESPOSTA POIS TENHO PRESSA… MIM AJUDA.

    OBRIGADO PELA ATENÇÃO!

  • Helison

    É…

    O Vida Boa Investimentos foi haqueado mesmo….
    Estou encontrando esse comentario com meu nome em todos os blogs que frequento!

    Estranho!

    • Henrique Carvalho

      Agora não entendi…

      São dois Helison? Os nomes são diferentes:

      Helison
      Hellisson

      Alguma questão não respondida amigos?

      E por favor pessoal, não usem caixa alta (caps lock). Na internet é um sinal de que você está gritando. Vamos cultivar as boas maneiras!

      Abraços!

      • HELISON

        Pois é HC, esse HELLISSON ai é falsificado!

        O certo sou eu, Helison!

  • vida boa investimentos

    opa meu nobre amigo HC

    cria um fundo ae para eu comprar cotas suas!!! eu pago meio porcento pra voce sem reclamar!!

    abracos

    vb

    • Henrique Carvalho

      Olá VBI!

      hehe Agradeço os elogios amigo! Quem sabe futuramente? Este trabalho de gestão é bem interessante e adoro fazer.

      E parabéns pela sua carteira. Superando o Ibov no ano e recebendo bastante dividendo.

      Abraços!

  • Henrique,

    Parabéns! Até hoje ainda não entendi essa Petr4 no seu portfolio, mas tudo bem.

    Ainda mais sucesso em 2011!

    Abraços,

    VR.

    • Henrique Carvalho

      Olá VR!

      Preciso dar um jeito na PETR4…rsrs

      Meta em 2011 será pensar melhor na relação ETFs x Carteira Valor. Por enquanto, prefiro pagar os 20% de IR nos ETFs.

      Abraços!

  • Eder

    HC pq seus titulos são todos de curto prazo? NTNF ou NTNB de longo prazo não são uma boa oportunidade?? Ainda mais com a perspectiva de juros reais de 2% até 2014??? Que eu acho possível que seja alcançada essa meta…
    Vc fica olhando o rendimento que eles poderão trazer no futuro e fico pensando em começar a alterar o prazo de vencimento dos meus títulos… Tem como dar uma palavrinha sobre isso…

    Abraços

    • Henrique Carvalho

      Olá Eder!

      1. Minimização IR – Não gosto de título que paga cupom. Além disso, maior duration = maior risco e possivelmente maior retorno também.
      2. Tenho NTN-BP 2015 e penso em pegar também 2024, dependendo do juros futuros.
      3. O trio LFT + LTN + NTN-BP acho suficiente para a carteira de RF.

      Abraços!

  • DEde

    PArabens..
    eu estou com 17,6055% de rendimento liquido no ano e 2,8260% no mes , apenas com acoes…
    parabens ai pra voce pelo trabalho didatico que faz

    • Henrique Carvalho

      Parabéns Dede pela rentabilidade!

      Imagino que sua carteira tenha small caps, estou errado? Elas estão arrebentando neste ano.

      Sucesso para sua carteira!

      Grande Abraço!

  • Olá Henrique!

    Parabéns pelo ótimo desempenho no ano. É impressionante como sua carteira vem se mantendo positiva nos mais diversos cenários.

    Estou pensando em voltar com os FII no próximo ano, data em que boa parte dos meus títulos pré-fixados irá vencer. Logo começarei a “garimpagem” heheh.

    Minha carteira já está atualizada!

    Abraços

    • Henrique Carvalho

      Valeu Kerbej!

      A alocação de ativos é esta maravilha que nos permite ter bons rendimentos em diversos cenários. O ouro e os FII no mês salvaram a carteira.

      Dou maior força para as compras de FII. Claro, com aquela garimpada!

      Link para a carteira do Kerbej para quem ainda não conhece. Cada mês mais diversificada e mais preparada para diversos cenários!

      Abraços!

  • Pingback: Valores Reais » Valores Reais Express: Receita libera, para teste, versão Beta do IRPF 2011, 100.000 visitas ao blog HC Investimentos, retomada do Vida Boa Investimentos e Faz-me rir()

  • HELISON

    Para aqueles que investem em ETF…

    Devemos levar em consideração a taxa de adm. pois ao compraar pelo HB eu compro diretamente de alguem pagando o valor que ele me pede e ao vender eu recebo de alguem diretamente o valor que solicito.

    Não vejo a possibilidade de pagar a referida taxa. As vezes a logica é igual de Dividendos, eu recebo liquido pelo fato de eu não ter de recolher, mas na verdae eu pago pois alguem já o recolheu. Dessa forma na evolução diaria da cota, sem niguem perceber, a taxa é descontada.

  • Antes de mais nada, parabéns pelo blog. Desde que o descobri, venho acompanhando todos os posts, que são de ótima qualidade.

    Bom, tenho uma dúvida quanto ao fundo FFCI11. Estou querendo comprar umas cotas, mas gostaria de saber como funciona o recebimento de alugueis/distribuições de lucro. Eu opero pela Wintrade, mas antes de comprar os papéis, perguntei ao corretor se o recebimento de alugueis é automático, e ele não soube me responder. Ví em um fórum que tinha um rapaz que não estava recebendo os alugueis, e uma pessoa respondeu que ele tinha que procurar a corretora. Como nunca investi nesse tipo de fundo, quero tirar dúvidas antes.

    Agradeço desde já.

    Um abraço e continue com o bom trabalho que vem realizando.

    • Henrique Carvalho

      Olá Victor!

      Obrigado pelo comentário e por acompanhar o site!

      1. O recebimento dos rendimentos mensais é automático. No caso do FFCI11, ele cai na conta no meio do mês (por volta do dia 15).
      2. O caso de não receber os rendimentos aconteceu e acontece em alguns lançamentos, como o Presidente Vargas e o Kinea. Mas isso é temporário.
      3. Dê uma olhada em outros FII além do FFCI11 para ter uma melhor diversificação no setor. Embora a maioria dos FIIs estejam caros (na minha visão), dá para garimpar alguns bons.

      Abraços!

  • Henrique, muito obrigado pela citação do VR no artigo!

    É uma grande honra o meu blog ser indicado como uma fonte de informações sobre as debêntures BNDESPar, cujas taxas, aliás, me deixaram satisfeito.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

    • Henrique Carvalho

      Olá Guilherme!

      Também fique satisfeito com as taxas! Acredito que serão operações vencedoras até o vencimento, mesmo com a possível subida de juros em 2011.

      Abraços!

  • Helison

    Pessoal, agora me veio a seguinte duvida sobre ETF.
    Em relação a taxa de administração.
    Pela logica normal das situações a regra seria esta.
    Um fundo que tenha um patrimonio de R$ 1.000.000,00
    e tivesse exatamente 10.000 cotas, logo, cada cota custaria R$ 100,00.
    Desta maneira ao passar do tempo, as ações se valorizaram, os alugueis e dividendos das ações entraram, pagaram-se todas as taxas referidas, IR e tudo o mais.
    Após um ano o patrimonio do fundo evoluiu para nada mais que R$ 2.000.000,00, sendo assim cada cota valeria agora R$ 200,00.

    Pergunta…

    A cota no mercado pode esta sendo negociada a um valor tanto acima quanto abaixo disso?
    O mercado tenta acompanhar o valor patrimonial da cota ou pra ele issu é indiferente?

    Desde já agradeço!

  • Helison

    Outra coisa tambem….

    O valor da cota evolui conforme evoluem as ações dentro dela ou conforme a demanda especifica do fundo em si?

    • Henrique Carvalho

      Helison!

      Aconselho dar uma pesquisada aqui mesmo no blog (área pesquisar no canto superior à direita) antes de fazer várias perguntas. A maioria das perguntas já foi respondida em comentários anteriores ou dentro de artigos.

      Abraços!

  • Calb

    Qual o critério adotado para a alocação dos recursos em sua carteira?

    • Henrique Carvalho

      Olá Calb!

      Realizo alocação tática (variável) de acordo com o momento do mercado.

      Porém, tento manter uma postura perto de:

      1. RF: 40%
      2. FII: 20%
      3. Câmbio: 10%
      4. Ações: 30%

      Abraços!

  • Olá, HC! Tudo bem?

    Primeiramente quero parabenizá-lo pela linda diversificação em sua carteira.. hehehe

    Desejo diversificar a minha carteira assim como você. Comprei debêntures da BNDESPar das primeira e terceira séries. Estou iniciando o investimento em TD e já comecei a comprar algumas ações.

    Você poderia me tirar uma dúvida?

    Estou com 60k que desejo aplicar, tanto na RF quanto na RV (LP). Você acha que o melhor é dividir esse montante, investindo uma parte (15k, por exemplo) a cada mês ou recomenda investir tudo de uma vez?

    Desde já agradeço a sua atenção, parceiro.

    Grande abraço!

    • Henrique Carvalho

      Olá Tito!

      Sinta-se à vontade para colocar suas dúvidas. Espero poder respondê-las da melhor forma possível.

      Acho mais seguro fazer preço médio reservando uma parte destes 60k para compras mensais. Alguns passos que podem lhe ser úteis:

      1. Estabelecer o quanto irá investir em cada classe e cada ativo previamente. Ex. 40% RF, 20% FII, 10% Câmbio, 30% Ações…

      2. Separar os 60k em um valor mensal. Ex. 6 meses de compra = 10k. 3 meses – 20k, etc.

      3. Com este valor para fazer as compras em cada mês realizar as compras necessárias, sempre seguindo o plano.

      Abraços!

  • HELISON

    Olá HC

    Bom…

    Atraves de uma analise simples e logica fica facil concluir que vc este ano, facilmente e com folga, rompeu a barreira dos 100k.

    Com base nisso vc acredita que ao fim de 2011 esteja rompendo qual barreira?

    • Henrique Carvalho

      Helison,

      Sinceramente não tenho opinião. Eu não faço este tipo de previsão. Eu me preocupo mais com cenários. Se cair irei fazer isso, se subir isso.

      Alocação de ativos é assim! Você olha praticamente a alocação da carteira.

      Abraços!

  • Ricardo

    Bom dia, Henrique!

    Parabéns pelo blog!
    Tenho acompanhado seus artigos a algum tempo e devo dizer que eles são muito bons!
    Tem me ajudado bastante!

    Eu gosto muito da sua planilha de rentabilidade acumulada e algum tempo estou tentando fazer uma para mim.
    Porém, tenho dúvidas em como fazer a rentabilidade mensal, já procurei bastante e já encontrei algumas formas de fazer,
    mas tem algo que simplesmente não encaixa para mim. Vamos lá:

    Suponhamos o seguinte cenário:

    1 – Compra de 100$ em ativos com 10$ de rentabilidade no final do mês;
    Compras: 100$;
    Lucro: 10$;
    Saldo: 110$;
    10% de rentabilidade no mês;
    10% de rentabilidade acumulada;

    2 – Compra de 100$ em ativos com 10$ de rentabilidade no final do mês;
    Saldo Anterior: 110$;
    Compras: 100$;
    Lucro: 10$;
    Saldo: 220$;
    4,76% de rentabilidade no mês ?

    3 – Compra de 100$ em ativos com 20$ de rentabilidade negativa no final do mês;
    Saldo Anterior: 220$;
    Compras: 100$;
    Prejuízo: 20$;
    Saldo: 300$;
    -6,67% de rentabilidade negativa no mês ?

    Rentabilidade acumulada: 7,56% positiva ???

    Investi 300$, tenho atualmente 300$ e ainda sim rentabilidade positiva ?

    Para mim está claro que os pesos das porcentagens estão incorretas. Um jeito de corrigir isso
    seria utilizar a mesma base, no caso o patrimônio final, porém, isso faria com
    que eu tivesse que atualizar minha rentabilidade mensal toda vez que o patrimônio final fosse modificado.
    Não me parece certo.

    Já vi em alguns lugares que os valores dos aportes (compras) também são considerados na variação mensal
    apenas dividindo o patrimônio do mês atual pelo pat. do mês anterior. Mas a meu ver isso
    não é rentabilidade, não adquiri este valor com base nos juros, dividendos, aluguéis, etc.

    Gostaria de fazer um benchmark ao menos com o CDI, mas para isso preciso de uma fórmula coerente
    para calcular minha rentabilidade acumulada…

    Será que pode me ajudar ?

    Abração e belo trabalho no site!

    • Henrique Carvalho

      Olá Ricardo!

      Te confesso que esta dúvida já apareceu diversas vezes aqui nos comentários. E minha resposta sempre foi a mesma: “Vou fazer um artigo explicando como fazer este tipo de cálculo”. Porém, até o momento, devido ao grande volume de trabalho e estudo, não o fiz.

      Vou colocar este artigo como prioridade na lista dos futuros artigos.

      Fique ligado!

      Abraços!

  • Pingback: Como Calcular o Retorno de um Investimento – Parte I « HC Investimentos()

  • Pingback: Como Calcular o Retorno de um Investimento - Parte I()

eBook-alocacao-ativos