Você pode vencer no Mercado Financeiro

Queridos amigos,

2011 inicia-se com grandes novidades. Eu e meus parceiros do Clube de Vienna trabalhamos constantemente na elaboração de um novo website, visando trazer informação de qualidade a um maior número de investidores no mercado.

Agora, este website é uma realidade. Abaixo, transcrevo o excelente artigo do meu sócio e amigo Jonas Fagá, cuja colaboração na minha formação como investidor, escritor e como pessoa foi muito importante para que eu pudesse chegar até onde cheguei.

Boa Leitura!

Você já percebeu quantas pessoas se aventuram no mercado financeiro, excitadas pela possibilidade de grandes lucros, apenas para, anos depois, aparecerem desanimadas e com menos dinheiro do que tinham antes?

Será que é mesmo possível obter sucesso no mercado com consistência, e ter com ele uma relação melhor, mais amigável e mais construtiva do que a imensa maioria dos investidores?

É claro que é possível. Mas antes de tudo, você tem que querer…

A verdade é que, como em toda atividade nova, existem “segredos”, “truques” e “macetes” já conhecidos pelas pessoas com mais experiência, e que dificilmente são revelados aos recém chegados.

Quando o assunto envolve dinheiro então, o caráter egoísta do ser humano se torna ainda mais evidente, e então, a grande maioria dos conselhos que recebemos, não passam de mistificações e engodos, que visam nos manter sempre à margem da festa, como se nossa presença ameaçasse o espaço já conquistado pelos “veteranos”.

Não existe pensamento mais antiquado e improdutivo do que esse.

A maioria das pessoas que se denominam “investidores” são, na verdade, especuladores, que encaram o mercado financeiro muito mais como um grande jogo, do que como um método viável e sensato de obter remuneração para o seu capital.

E em um jogo onde estão envolvidas as possibilidades de ganhar e de perder dinheiro, o terreno se torna fértil para todo tipo de comportamento antiético.

Além da falta de ética pura e simples de muitos participantes, existe ainda um enorme trabalho do sistema em fazer todos os novos investidores crerem que o mercado é um lugar onde você pode enriquecer rapidamente.

Day trade, foco no curto prazo, Axiomas de Zurique, operações com alta frequência e alta rotatividade, alavancagem, entre outras, são vendidas como o caminho mais curto para você se tornar um milionário.

Infelizmente, essa á e porta de entrada larga, por onde a maioria é atraída para o mercado, apenas para servir de alimento para as camadas mais altas da cadeia alimentar.

Com algum tempo de tentativa e erro, podemos conquistar a experiência necessária para perceber que nem tudo (ou quase nada) do que nos é apresentado tem valor real no caminho da construção de uma riqueza sólida e crescente.

O grande problema é que, dependendo da quantidade de capital disponível e do tamanho dos erros cometidos, a imensa maioria dos novos investidores não tem “fôlego” suficiente para descobrir as artimanhas antes de falirem completamente.

E não pense que são sós os novos investidores que correm esse risco. Nós, que estamos há anos no mercado, conhecemos inúmeras pessoas inteligentes e aparentemente bem preparadas, que não sobreviveram ao teste da realidade, e também acabaram falindo.

Nós, do Clube de Vienna, não acreditamos que o mercado precisa tratar os novos investidores dessa maneira. Achamos essa atitude egoísta, improdutiva, e para falar um bom português, completamente BURRA.

Um país precisa de um mercado financeiro forte para crescer economicamente. Enquanto os profissionais do mercado financeiro abordarem o assunto com a ganância e o egoísmo habituais, isso só colaborará para fortalecer a imagem do mercado como um lugar habitado por ladrões e pessoas de mau caráter.

Essa propaganda negativa é o resultado de longo prazo da atividade egoísta e auto-centrada da maioria dos profissionais que hoje fazem o mercado financeiro. Mas o mercado não é feito apenas de egoísmo e individualismo.

No Clube de Vienna, nós acreditamos que se um investidor novato for bem recebido, e for munido das informações básicas necessárias para poder sobreviver e prosperar, ele permanecerá no mercado, fortalecendo-o, e enriquecerá junto com as empresas e o país.

E assim, tornar-se-á um novo elemento multiplicador da boa nova de que sim, é possível utilizar o mercado financeiro com sucesso no processo de formação da riqueza das pessoas.

Com mais pessoas participando, e obtendo bons resultados, o mercado só tem a se beneficiar, aumentando a liquidez, o volume das negociações, e permitindo que as empresas possam se financiar de forma mais eficaz, e os poupadores e investidores possam receber remunerações melhores para o seu capital, do que os parcos rendimentos da poupança ou da renda fixa.

E é por isso que fundamos o Clube de Vienna. Para que pudéssemos, obviamente dentro das nossas limitações, colaborar no processo de criação de mercado financeiro mais forte, mais sólido, mais honesto e, principalmente, mais humano, onde haja espaço para todos, e não apenas para um grupo restrito de “insiders“.

Nossos associados recebem acesso a diversos “segredos” sobre a arte de construir e preservar riqueza. Segredos que podem ser aprendidos de forma independente, claro, mas a um custo muito mais alto e, possivelmente, alto demais, a ponto de não sobrar nada para poder ser aplicado no final do processo de aprendizado.

Baseados na experiência de mais de uma década de sucesso nos mercados, e construindo nossas estratégias sobre os ombros de gigantes do passado, o Clube de Vienna desenvolveu métodos proprietários de análise que tornam o trabalho dos investidores muito mais simples, e amparados em conhecimentos reais, que não tem como objetivo separar você do seu dinheiro, mas sim, fazer o seu dinheiro crescer, na mesma medida e velocidade do seu conhecimento.

Alocação de ativos, Análise Fundamentalista, Análise Técnica, modelos de gerenciamento do risco e de precificação dos ativos, leitura macroeconômica e geopolítica, são apenas alguns desses “segredos” que utilizamos na construção de nossas estratégias.

Esperamos que hoje, dia 9 de Janeiro de 2011, com a chegada deste novo website, possamos levar esse conhecimento para um número cada vez maior de pessoas que começam a acordar para a necessidade de aprender a investir melhor seus recursos.

Ganância e medo não tem espaço em nossa filosofia. Ganância e medo são emoções de um paradigma que está se esfacelando, e fazem parte do passado.

Nossa filosofia é baseada no conhecimento, na racionalidade, e no auto controle, de modo que possamos extrair o melhor possível do mercado, sem a necessidade de correr riscos demasiados que possam colocar nosso projeto a perder.

Foi pensando assim que, ainda em 2003, nossos analistas já alertavam os leitores para a forte tendência secular de baixa que derrubaria o valor do dólar, muito antes do fato se tornar conhecido da grande massa, e comentado na mídia oficial como hoje.

Foi assim que começamos a ensinar os princípios básicos da alocação de ativos para investidores individuais, que pensavam que só havia um modo de operar no mercado (comprar e torcer para o preço subir).

Foi assim que, em 2003, fomos os primeiros analistas independentes a alertar para o início da grande tendência de alta das commoditties, e do ouro, um investimento que hoje recebe grande atenção no mercado, mas na época, era uma oportunidade praticamente desconhecida do grande público.

Foi assim que, em 2006, começamos a alertar para a possibilidade do estouro da bolha imobiliária americana, e de como ela afetaria todo o sistema financeiro e a economia global, lançando o capitalismo moderno em sua mais desafiadora crise.

Foi assim que, em 2008, no auge da crise, colocamos nosso primeiro website no ar, em um momento onde uma grande quantidade de pessoas estava sofrendo fortes prejuízos no mercado, e pudemos então, divulgar para um número maior de pessoas as estratégias que podiam ajudá-las a se proteger de tais crises, e prosperar em praticamente qualquer cenário econômico.

E é assim que temos trabalhado desde o início, não apenas trazendo nossa leitura e nossas recomendações, mas principalmente, explicando as razões por trás delas, para que nossos Associados e leitores possam desenvolver sua própria habilidade de compreender o mercado, e de seguir o seu desenvolvimento pessoal, sem que para isso, precisem se tornar dependentes do nosso serviço.

E é assim que continuaremos o nosso trabalho, sempre acreditando que o conhecimento é a única coisa que se multiplica, conforme é dividido.

Seja bem vindo ao nosso website.

Assine gratuitamente o Vienna Newsletter, e receba todos os artigos que serão publicados pelo Clube de Vienna. Eles conterão um material essencial, e totalmente gratuito que, esperamos, colaborará bastante com a sua formação como investidor.

E quando se sentir preparado para começar a investir de verdade, assine uma de nossas publicações pagas. Você será muito bem recebido, e pode ter certeza de que não encontrará a qualidade de análises e recomendações, nem a disponibilidade de dados que o Clube oferece, em nenhum outro lugar no Brasil, a preços tão acessíveis.

O Brasil está entrando em uma nova era. Não fique de fora.

Venha fazer parte deste Clube você também.

E SUCESSO!!!

Jonas Fagá Jr. – CNPI – Analista Responsável do Clube de Vienna

Gostou do artigo? Compartilhe!

Sobre o autor

Henrique é especialista em alocação de ativos, eleito um dos 5 melhores educadores financeiros do Brasil em 2012/2013. Continue Lendo aqui!

  • BaRuÊ Invest

    Fala HC…

    Lembro de uns meses atras conversar com você sobre o layout do site Clube de Vienna… Cara ficou muito bom, conseguiram deixar ele muito bonito e simples de utilizar.
    Desejo sucesso nessa nova caminhada e espero um dia ser assinante do Clube.

    Abraços

    • Henrique Carvalho

      Muito obrigado pelas palavras Baruê!

      Será uma honra tê-lo como assinante, caso seja sua vontade amigo.

      Enquanto isso, convido a dar uma “vasculhada” geral no site e aproveite para conhecer melhor nosso trabalho nos contactando para obter uma senha de cortesia.

      Grande Abraço!

  • Parabéns por mais essa conquista, Henrique!

    Esse artigo realmente é ótimo, claro e bastante didático!

    Boa sorte nessa nova etapa!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

    • Henrique Carvalho

      Grande Guilherme!

      Obrigado pelas palavras amigo!

      Aliás, para quem ainda não soube da novidade, o blog do Guilherme, o Valores Reais agora tem twitter.

      Aproveitem para segui-lo.

      Abraços!

  • Th

    O clube de Viena sempre vi como algo extremamente interessante e estou analisando a possibilidade de me associar.

    • Henrique Carvalho

      Olá Th!

      Se desejar, nos contate para receber uma senha de cortesia para avaliar nosso serviço.

      Grande Abraço!

  • Desejo sucesso para você e o Clube de Vienna. Já sou assinante da Newsletter. =)

    Agora vê se você pode me tirar uma dúvida Henrique. Essa semana comprei alguns títulos da série NTNB 150515 e estou usando o site da BM&F para acompanhar a evolução do preço e rendimento do título. Entretanto, só hoje reparei que os preços do site BM&F não estão batendo com os preços no site da corretora. E nem todos os títulos disponíveis na BM&F para consulta aparecem para eu comprar na Wintrade. Além disso, como você calcula o rendimento do título? Você pega o resultado mensal pronto ou usa o preço de venda em comparação ao que você comprou?

    Um abraço meu camarada.

    • André Savi

      E ae vitor blza?
      vc pode acompanhar os preços dos titulos pelos seguintes links:

      http://www.tesouro.fazenda.gov.br/tesouro_direto/historico.asp (planilhas com historico de preços)

      http://www.tesouro.fazenda.gov.br/tesouro_direto/consulta_titulos/consultatitulos.asp (valores dos titulos)

      eu nao sei como pegar os valores de forma automatica, nisso HC pode ajudar melhor!

      Abraço.

      • Obrigado André.

        De qualquer forma, o link que você me passou que eu poderia usar para atualizar a minha planilha automaticamente, está somente com o preço de compra e continua diferente do valor na corretora.

        Ainda não sei se uso o preço de compra ou o preço de venda do título para fins de cálculo. To confuso.

        Um abraço!

        • Henrique Carvalho

          Fala Victor!

          Eu utilizo este link do Tesouro Direto para atualizar. Até coloquei uma planilha que faz isso diretamente, Veja neste artigo.

          Pelo fato deles não colocarem o preço de venda eu utilizo o preço de compra mesmo, já que a diferença é pequena.

          Abraços amigo!

      • Mais uma vez, muito obrigado Henrique.

    • Anônimo

      Fala Vitor!
      Então o preço de venda só aparece nas quartas feiras, vou checar amanhã rs!!!

      Pra conferir o preço de venda do dia anterior é só acessar o histórico, a atualização do dia anterior aparece em média as 16h.

      Abraço.

  • Marco

    Complementando a pergunta do Victor, gostaria de confirmar se o valor (e as porcentagens) que aparece no extrato (e no site) do tesouro direto para títulos NTNB já incluem a correção da inflação pelo IPCA ou esta correção do IPCA só é adicionada no vencimento do papel. Se a inflação já está incluída nos percentuais que aparecem no site diariamente, como eles calculam este percentual diariamente uma vez que a inflação só é conhecida a cada 15 dias (através do IPCA e do IPCA 15)? Eles fazem uma estimativa e depois fazem uma correção se a inflação vem acima ou abaixo do que eles esperavam?

  • Marco

    PS: Só esclarecendo, os percentuais que eu menciono corresponde as rentabilidades. Por exemplo no tesouro aparece que a rentabilidade dos últimos 30 dias da NTNB de 2015 principal é 0,01%. Neste valor já está também levando em consideração a inflação deste período certo?

    • André Savi

      Olá Marco, seguinte a formação de preços dos títulos são baseados nas expectativas da inflação, por isso ele varia todo dia!

      Você pode entender melhor lendo esses PDF’s:

      http://www.tesouro.fazenda.gov.br/tesouro_direto/metodologia.asp

      É só escolher o título (no seu caso NTNB P) que irá abrir um artigo oficial do Tesouro ensinando sobre como calcular os valores dos títulos.

      Para entender como funciona a precificação dos títulos leia esse PDF:

      http://www.tesouro.fazenda.gov.br/tesouro_direto/download/precificacao.pdf

      Abraço.

    • Henrique Carvalho

      Marco,

      Sua afirmação é verdadeira:

      “Por exemplo no tesouro aparece que a rentabilidade dos últimos 30 dias da NTNB de 2015 principal é 0,01%”.

      A rentabilidade passada é sempre corrigida pela inflação. No entanto, não é possível sabermos a rentabilidade FUTURA do título, já que a inflação futura é desconhecida.

      Abraços!

  • Eu de novo….rsrs…

    Só para parabenizar o Henrique e o Sérgio Belleza, pois acabei de ver uma matéria na última edição da revista Exame (p. 99), sobre fundos imobiliários, que teve como fonte de consulta exatamente o material que o Henrique indicou no link. Parabéns aos dois!!!!

    Revista Exame, hein!? Aonde os 2 meninos irão parar….??? Harvard Businness Review ???….

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

    • Henrique Carvalho

      Valeu Guilherme!

      A recepção do Balanço Anual foi bastante positiva. É uma honra poder colaborar para uma melhor divulgação dos Fundos Imobiliários no Brasil.

      Abraços!

  • Análise técnica? Leitura geopolítica? Vendendo informação que pouco/nada vai mudar o retorno do comprador?

    Sabemos que o mundo das finanças pouco tem de segredo; há, sim, muita ignorância, e não vai ser análise técnica ou equipe de analistas vendendo supostos “segredos” que irá melhorar isso.

    Cuidado com o rumo a ser tomado, Henrique. Desejo o melhor a você.

    Abraços,

    VR.

    • Henrique Carvalho

      Olá VR!

      Acredito que no mercado financeiro existem vários caminhos para o sucesso. Portanto, seja através da Análise Técnica, Fundamentalista, Quantitativa, Geopolítica, Macroeconômica, entre outras, o investidor pode atingir o sucesso através do estudo sempre constante. Buscar pontos fortes e fracos da estratégia, simplificá-la, mas não a ponto de deixá-la muito simples, receber opiniões contrárias, saber mensurar o risco, o tamanho adequado de suas posições…Todos estes pontos são importantes para a formação do investidor.

      Infelizmente, algumas estratégias são “vendidas” por aí como milagres, como soluções simples de serem implementadas. Por isso, existe uma conotação negativa para quem as utiliza.

      No Clube de Vienna, temos como a base de nossas estratégias a alocação de ativos. As ferramentas auxiliares nos ajudam a maximizar o benefício que podemos extrair desta diversificação. Seja através de melhores pontos para realocações, procura de ações descontadas para melhorar o retorno geral da carteira, procurando não aumentar o risco através de boa diversificação.

      Saiba que não estou criticando seu comentário, apenas enfatizando para os leitores a importância de estudar um método, uma estratégia até o ponto que podemos já ter maior tranquilidade em operá-la. Seja Análise Técnica, Fundamentalista ou todas as outras citadas.

      A diversidade de ideias é positiva e agrega valor a todos investidores. Ter mente aberta a outros pontos e estratégias é fundamental para consolidar nosso perfil como investidores.

      Seu comentário é e sempre será muito bem-vindo meu amigo! Principalmente pelo fato do seu senso crítico apurado, da constante evolução nas leituras que vem fazendo e da implementação destas estratégias na prática através do seu blog, Viver de Renda.

      Grande Abraço!

  • Prezado Viver de Renda,

    Na verdade, o que o Clube oferece é um trabalho AMPLO de Análise Financeira, e isso inclui, mas não está limitado, à Análise Técnica ou análise geopolítica.

    A análise técnica é um assunto fascinante, pois 90% do que vemos por aí sendo chamado por esse nome, na verdade assemelha-se mais a uma “leitura das folhas de chá”, praticada por gente que nem sequer dedicou mais que alguns meses ao estudo do assunto. Daí, as críticas apressadas serem comuns e, em boa parte, justificadas.

    Mas vale sempre a pena lembrar que o problema pode não ser da análise técnica em si, mas nas pessoas que a fazem, ou dizem saber fazê-la.

    A análise técnica é como um martelo. Uma ferramenta qualquer. Nas mãos de uma pessoa despreparada, pode até mesmo machucar os dedos, mas na mão de um bom artesão, é capaz de criar belas obras de arte.

    No Clube de Vienna a análise técnica tem papel primordial em nossa estratégia, mas sua função não é preditiva. Quem conhece o trabalho já pôde perceber a grande utilidade de uma BOA análise técnica associada a outros métodos de gerenciamento de risco.

    Sobre a análise geopolítica, tenho que discordar, afinal, meu relatório de 2003 foi bastante preciso na antecipação da queda do dólar, alta das commoditties, e alta do ouro, muitos anos antes desses assuntos se tornarem senso comum como hoje em dia.

    E sim, essa leitura foi possível graças a uma boa análise macroeconômica e geopolítica, portanto, está óbvio (ao menos para nós) que sim, ela pode mudar bastante o retorno do investidor.

    Retornos de mais de 600% nas ações recomendadas no relatório de 2003, hedge das posições cambiais em ouro, e a antecipação do atual processo de perda da influência Norte americana, e crescimento da China, com tudo o que isso influi (e ainda influirá) decisivamente nos mercados, ajudaram bastante nessa leitura.

    Como todos sabemos, nada no mercado (ou na vida, a propósito) é certo, nem mesmo a renda que hoje nossos ativos oferecem. Portanto, manter a cabeça aberta, com humildade, e sempre considerar a hipótese de podermos estar errados, contribui bastante para a contínua evolução do nosso pensamento.

    Essa sim, condição fundamental para o contínuo sucesso não apenas nos investimentos, mas na vida.

    Obrigado pelo comentário, um forte abraço e SUCESSO!!!

    • Henrique Carvalho

      Opa,

      Obrigado pelas sábias palavras aqui no blog Jonas!

      Grande Abraço!

  • Barue Invest, Guilherme, TH e Victor,

    Muito obrigado pelas palavras gentis.

    Forte abraço e SUCESSO!!!

  • Com toda licença Henrique Carvalho, mas utilizo este espaço para dizer que esta sendo lançada a primeira pedra, sobre o mais novo blog de histórias do dia-a-dia de investidores consientes…rsrsrsss, nem sempre.
    .
    Um blog sobre histórias de investimentos e investidores, que ganharam e perderam muito dinheiro no mercado de capitais.
    segue abaixo o link:

    http://financasforever.blogspot.com/
    .
    Se possivel faça-nos uma visita, ah, e lembrando que já coloquei seu blog/site na minha lista de blogs que acompanho e recomendo.
    .
    Podemos aprender sempre amigo, com nosso erros e acertos, mas melhor aprender com os erros dos outros…rsrssss
    .
    Grato,
    EvertonRic

    • Henrique Carvalho

      Boa sorte com o novo blog Everton!

      Abraços!

  • Grande Henrique,

    antes de mais nada, meus parabéns pelo excelente trabalho.
    Já tivemos oportunidade de conversar algumas vezes, se não me engano através do meu blog ou através do twitter. Confesso que fazia já algum tempo que não vistava o teu blog e fiquei muito impressionado com a excelente qualidade dos artigos.

    Merecem uma menção especial aqueles que tratam do Excel. Uma ferramenta muito preciosa para nós do mercado mas que teimamos em não dar o devido valor.

    Os artigos são muito bem escritos e muito bem detalhados. Além disso tem escrito com uma boa periodicidade. Sei bem como é manter um blog atualizado. Não é fácil, exige um trabalho árduo e muita dedicação .
    Fica aqui o meu apoio e reforço que estou a disposição para troca de informações, parcerias, ou qualquer outro serviço que possamos agregar um ao outro.

    Estarei sempre por aqui !

    Grande Abraço

    • Henrique Carvalho

      Olá Christian!

      Obrigado pela sua ilustre visita! Seu trabalho no CHR Investor sempre foi uma referência para todos aqueles que buscam tratar com seriedade a Análise Técnica, além de apresentar variados assuntos no site.

      Lembro-me de ter tido a oportunidade de tirar algumas dúvidas com você sobre como calcular corretamente a rentabilidade de um portfólio. Sua resposta foi bem rápida e eficaz. Fundamental para que eu pudesse escrever os artigos recentes sobre este assunto aqui no HCI.

      Agradeço suas palavras mais que gentis. Vejo o blog como uma expansão de nossa personalidade e filosofia na internet. Fico feliz que tenha gostado do conteúdo e dos artigos com planilhas, em especial. Pretendo começar a preparar alguns vídeos, tomando como referência os vídeos postados no seu site. Traz uma nova dimensão de conteúdo, que na maioria das vezes expressa melhor nossas ideias do que apenas palavras.

      Tenha certeza de que os elogios feitos são recíprocos e que também estou a disposição para podermos agregar conteúdo um ao outro.

      Grande Abraço e Sucesso!

  • Caro Henrique, só lembrando que coloquei seu precioso blog/site nas lista de blogs que recomendo e acompanho.
    la´no link:
    http://financasforever.blogspot.com

    Conto com vc para a divulgação deste novo espaço de aprendizagem nos investimentos,
    .
    Pretendo neste novo blog, não divulgar minha carteira de investimento, e/ou recomendações e coisa e tal…..
    .
    Mas contar histórias Reais de investidores com muitos ganhos ou muitas precas de dinheiro, pretendo explorar o lado emocional da coisa, o cerebro, e a saúde em geral, para podermos aprender, mais e cada vez mais com os erros e acertos de nossos colegas.
    Forte Abraços
    EVERTONRIC

  • Carlos

    Olá Henrique,

    Parabéns pelo trabalho no site. Muito bom!
    Aproveito para lhe fazer uma pergunta:
    Para manipularmos dados e realizarmos análises acredito que é essencial saber utilizar o excel adequadamente, e vejo que pelas suas planilhas você tem essa habilidade. Gostaria de saber se você tem algum livro/apostila ou site mesmo para me indicar já que quero melhorar meu excel!!
    Obrigado!!
    Abracos!
    Carlos

  • Com os mercados futuros despencando após a revolução no Egito, poderemos ter uma experiência empírica sobre a relação geopolítica X resultados dos investidores nesta semana.

    Vale a pena acompanhar. 😉

  • Minha irmã pediu para eu pesquisar sobre isso e encontei o seu post, ajudou bastante

  • Olá HC,
    Você explicou com todos os dados fornecidos; O indice sharpe, risco x volatilidade e etc…(ótima explicação por sinal, vc como profissional da área esta de parabéns, muito grato por compartilhar conosco).
    Mas tenho uma dúvida.
    Eu poderia dizer que a porcentagem da rentabilidade da minha carteira, sendo maior que a do controle de risco, calculada mês a mês. Isso significa que não é tão arriscado assim fazer minhas diversificação e que estou no caminho certo?
    Forte abraço e grato novamente.
    EvertonRic

  • Leonardo

    Para o leigo bater o mercado é:
    Ganhar do taxa selic (11,25%) se a aplicação for em renda fixa?
    Ganhar da bovespa… se a aplicação for em ações?
    É isso???

    • Henrique Carvalho

      Bater o mercado significa obter um resultado melhor do que um índice de referência (benchmark).

      No caso de investimentos apenas em ações, utiliza-se o Ibovespa como benchmark.
      Já no caso de investimentos em diversos ativos, utiliza-se o CDI.

      Abraços!

  • Leonardo

    É correto dizer: existe um benchmark específico para renda fixa e um outro específico para a renda variável?
    Pelo que entendi… havendo um mix bater o mercado significa superar o CDI. Onde visualizo o histório do CID?

    Estarei sempre agradecido por tudo que estou aprendendo contigo e também no blog Valores Reais!!!

    Grande abraço,
    Léo

    • Henrique Carvalho

      É isso mesmo Leo!

      Veja este artigo em que abordo índices históricos de alguns dos mais importantes indicadores financeiros.

      Abraços!

eBook-alocacao-ativos