[1/12] Atualização Mensal das 380 Carteiras (Janeiro/2013)

carteiras-de-investimentos

Fantástico! Simplesmente fantástico!

No ano passado tive a honra de poder acompanhar 90 carteiras de investimentos em detalhes, mês após mês.

Devido ao sucesso dessa série, estou publicando novamente a série Alocação de Ativos (agora em 2013) com algumas novidades que detalhei nesse post e que você verá ao longo desse artigo.

Dessa vez, 380 carteiras(!) foram enviadas pelos leitores através de nossa newsletter.

O número é mais do que 4x a série do ano passado. E ainda contamos agora com 80 ativos, ao invés dos 51 ativos anteriores.

Tenho certeza de que será uma série incrível, com uma enorme quantidade de dados (reais, de ativos reais) para analisarmos e aprendermos ao longo do ano.

Antes de partirmos para as análises, alguns rápidos comentários sobre o site e sobre essa série:

A sua Experiência Sempre em 1º lugar!

A preocupação com uma ótima experiência dos leitores sempre foi prioridade número 1 aqui no site.

Um dos exemplos é que utilizo 2 fontes customizadas e pagas (facitweb para headings e proxima-nova para body) para uma leitura agradável tanto no seu computador como no seu tablet.

Entretanto, notei em janeiro 2 situações que colocavam em xeque essa agradável experiência que busco trazer. Uma boa e uma ruim.

Indo contra a convenção, irei começar pela notícia boa.

A boa: Felizmente, o site cresceu bastante em 2012 e os números mensais já ficam em torno de 50.000 visitas e 100.000 páginas visualizadas.

A ruim: O servidor que utilizo para o site, apesar de ser o top de linha dos servidores compartilhados, não estava dando conta 100% desses acessos. O site caiu algumas vezes em janeiro e percebi que uma mudança era necessária.

A solução: Contratei um servidor dedicado (dv 4.0), com o fantástico pessoal da Media Temple. Isso significa que agora tenho exclusividade para servir melhor todos vocês com um site mais rápido e mais estável!

As 380 Carteiras de Investimentos

Muito obrigado a todos que estão participando dessa série. Foi uma grata surpresa receber todas essas carteiras de vocês em apenas uma semana.

Confesso que o trabalho em relação à série anterior aumentou drasticamente porque 380 carteiras x 80 ativos x 21 dias úteis em cada mês significam 638.400 dados para coletar, analisar e publicar.

Felizmente, os cursos de excel que já fiz e faço questão de recomendar para todos os interessados e curiosos sobre o assunto, me ajudaram a tornar todo esse processo um pouco menos doloroso. 🙂

O importante é que as atualizações mensais estão todas garantidas e com aquele nível completo de informação já tradicional aqui da “casa”.

Devido à enorme quantidade de planilhas e dados para lidar, já peço desculpas antecipadas por eventuais erros. Caso você note algo estranho sinta-se à vontade para me enviar um email aqui pelo formulário de contato.

Conheça as 380 Carteiras de Investimentos!

Primeiramente, apresentando os 80 ativos da série.

Os 80 Ativos

80Ativos

Esses são os 80 ativos que ficaram disponíveis para as 380 carteiras investirem.

Eles cobrem muito bem as 4 principais classes de investimentos do mercado financeiro, possibilitando ótimas oportunidades para o investidor diversificar sua carteira.

Alocação Média das 380 Carteiras

Alocação Média das Carteiras

No gráfico acima você pode ver a alocação média das 380 carteiras de investimentos.

Observações:

  1. A alocação em Bolsa é a maior de todas, contrariando o padrão do ano passado.
  2. A alocação em Fundos Imobiliários (FII) ganhou força esse ano. Provavelmente, devido às boas rentabilidades em 2012 (35,01% para o índice – IFIX) e os artigos aqui do site.
  3. A baixa alocação em Câmbio me faz acreditar que o sucesso da Tríade Financeira como investimento é um ótimo caminho a seguir pela grande maioria dos investidores.

Devido ao grande número de carteiras não detalharei todas aqui no site.

Porém, para os curiosos de plantão e os preocupados com a transparência dos dados, coloquei as 380 carteiras com seus nomes e alocações nas planilhas abaixo.

É só escolher sua versão e baixar!

380 Carteiras Excel 2007   |   380 Carteiras Excel 2003

As 15 Maiores Alocações das Carteiras

TOP 15 Ativos das Carteiras

Gráfico bem curioso! Minhas observações:

  1. Predomínio dos ETFs na parte das ações. Nenhum ação individual está entre os TOP15, com alocação acima de 1,60%.
  2. IFIX como “carro-chefe” dos Fundos Imobiliários. Sendo o 3º ativo com maior alocação fica claro uma forte demanda por um ETF desse gênero. Para “fazer barulho” pro pessoal da iShares criar um ETF é só clicar aqui e mandar sua mensagem.
  3. BCFF11B é o fundo imobiliário individual com maior demanda. Novamente, esse é um fundo de fundos. Portanto, uma tentativa dos investidores diversificarem ainda mais em fundos imobiliários sem precisar escolher 20 deles.
  4. NTN-B Principal. O fluxo de pagamentos nas NTN-Bs é ineficiente por conta do imposto regressivo na hora do pagamento semestral. Logo, os investidores preferem um título com pagamento único na data final.
  5. Ouro como proteção. Apesar da alocação média de apenas 3%, o Ouro aparece no TOP15 com 1,97% de alocação. Sem dúvida, um ativo com boa demanda e que merece ser melhor explorado. (clique AQUI para saber tudo sobre o investimento em Ouro)
  6. IMA-Geral. Parâmetro para aplicações em títulos públicos o IMA-Geral aparece em 6º lugar. Uma outra demanda pouco explorada aqui no Brasil pelos fundos de investimentos (também publicarei um artigo sobre esse tema)

Os 15 ativos mais populares e os 65 demais

TOP 15 Ativos x Outros Ativos

Apenas uma divisão entre os 80 ativos. Interessante notar como 15 ativos representam 64% e os demais 65 ativos apenas 36%.

Talvez se tivéssemos 100 ativos poderíamos observar o princípio de Pareto: 80% da alocação pertencendo a 20% dos ativos.

Curiosidades e Estatísticas das 380 Carteiras de Investimentos

Conforme tradição da série anterior, veja 10 curiosidades e estatísticas das 380 carteiras analisadas:

Estatisticas-Carteiras

Após essa introdução, vamos dar início as análises da série Alocação de Ativos 2013!!!

Análise Mensal do Retorno dos 80 Ativos

Distribuição do Retorno Mensal dos Ativos

O gráfico completo com a rentabilidade de todos os ativos em detalhe você pode ver aqui.

As empresas do Eike parecem não encontrar um fundo.

Maior Retorno: GOLL4, com 13,03%.

Menor Retorno: MMXM3, com -25,00%.

Em penúltimo lugar, a OGXP3, com -13,87%.

Retorno Mensal por Classe de Investimento

Retorno Mensal das Classes

Este gráfico calcula a rentabilidade média de cada tipo de classe.

Por exemplo, a Classe Bolsa possui 39 ativos, sendo 11 ETFs e 28 ações.

Logo, calcula-se a média (sem ponderação) para essa classe, assim como para todas as outras.

Nesse caso, a média da classe Bolsa é de -1,86%.

Distribuição do Retorno Mensal: Renda-Fixa

Distribuição do Retorno Renda-Fixa

Esse será um gráfico bem interessante para acompanharmos, já que temos as variáveis:

  • Tipo de Título: Posfixado, Pré-Fixado, IPCA
  • Duração: Curto, Médio, Longo
  • Índices: IMA-Geral e IMA-Geral ex-C

Caso você ainda não esteja acostumado com esses índices sugiro dar uma olhada no site da Anbima e nesse PDF com a metodologia do índice.

Distribuição do Retorno Mensal: Fundos Imobiliários

Distribuição do Retorno Fundos Imobiliários

Maior retorno: FLMA11, com 11,23%.

Menor Retorno: FEXC11B, com -4,34%.

Aviso de sempre: Embora sejam fundos imobiliários e não apresentem a mesma magnitude de risco das ações, perceba a variação do retorno entre eles em um único mês. A lição: nunca esqueça de diversificar.

No longo prazo, uma carteira com Renda-Fixa + FII + Bolsa, formando a Tríade Financeira, tende a obter uma relação risco x retorno muito melhor do que uma carteira somente com Renda-Fixa + Ações.

Distribuição do Retorno Mensal: Câmbio

Distribuição do Retorno Câmbio

Todos os ativos cambiais em queda no mês, mesmo com a queda da Bolsa.

Dessa vez a correlação negativa entre Bolsa x Ativos Cambiais não prevaleceu.

Distribuição do Retorno Mensal: Bolsa

Distribuição do Retorno Bolsa

No gráfico acima, todos os 39 ativos de classe Bolsa, incluindo 11 ETFs e 28 ações individuais.

A alta volatilidade e risco das ações individuais nos obriga a escolher diversas delas para não sofrer tanto em momentos de pânico e não deixar de aproveitar momentos de euforia.

O debate entre ações individuais x ETFs de Ações irá sempre existir. Independente da sua preferência, diversifique sempre!

Maior retorno: GOLL4, com 13,03%.

Menor Retorno: MMXM3, com -25,00%.

Distribuição do Retorno Mensal: ETFs

Distribuição do Retorno ETFs

Resolvi criar um gráfico especial para o merecido destaque aos ETFs.

Maior retorno: CSMO11, com 3,01%.

Menor Retorno: DIVO11, com -4,29%.

Ícone curso Curso 100% grátis!

Junte-se a leitores que recebem as nossas 10 aulas grátis sobre investimentos!

380 Carteiras de Investimentos: Rankings, Retorno x Risco e Sharpe

Distribuição do Retorno Mensal das Carteiras

No gráfico acima, você observa a distribuição do retorno das 380 carteiras nesse mês.

Média de Retorno das 380 Carteiras: -0,10%.

Maior Retorno:  Crazy, com 4,81%.

Menor Retorno: Mr.Jorge, com -9,14%.

O ranking detalhado do retorno mensal de todas as 380 carteiras você pode ver aqui.

Carteiras (com ou sem) o suporte do eBook

eBook-Não-eBook

Conforme prometido, estou dando os devidos créditos ao pessoal que adquiriu o eBook Alocação de Ativos e participa da série.

Para saber todos os detalhes sobre esse material basta clicar AQUI.

Sã0 163 carteiras (42,39% do total) que utilizam todo o potencial da alocação de ativos para investir.

No gráfico acima uma comparação entre o pessoal que adquiriu o eBook e que não adquiriu o eBook (ainda). 🙂

Não será uma regra as carteiras com eBook apresentarem sempre os melhores resultados, mas assim foi no mês de janeiro, com maior retorno, menor risco e maior índice de sharpe.

A alocação entre os 2 tipos de carteira é bem semelhante, assim como a média das 380 carteiras.

Será interessante observar a evolução dessas 2 carteiras ao longo do ano.

Relação Retorno x Risco

Retorno x Risco (Anualizado)

A relação entre retorno e risco é um dos conceitos mais importantes do mercado financeiro.

Afinal, de que adianta um alto retorno se existe um alto risco inerente ao investimento?

Você pode ganhar 100% em um ano e perder 50% no outro e estará no mesmo lugar que começou.

Como os dados ainda são muito recentes e estão anualizados, ainda temos muita dispersão nos dados. Por esse motivo, ainda não coloquei as carteiras mais destacadas nesse gráfico.

As 10 Carteiras com Maior Índice de Sharpe

10 Carteiras com Maior Índice de Sharpe

O índice de sharpe é um excelente indicador para medir:

  1. Retorno
  2. Risco
  3. Custo do Dinheiro

Quanto maior, melhor. Significa que a carteira gerou um retorno adicional ao CDI (ativo livre de risco) com baixo risco.

Devido ao fraco desempenho do mês de janeiro, aplicações seguras e tradicionais que seguem a taxa Selic/CDI foram destaque no mês, fazendo com que os índices de sharpe ainda sejam baixos. Muitos sendo negativos.

Para ver o ranking completo do índice de sharpe das 380 carteiras clique aqui.

Carteira Destaque do Mês

Destaque-Mes

Todo mês publicarei uma carteira destaque aqui nessa série.

A carteira da vez é a ALL1 com as seguintes estatísticas:

  • Ranking Retorno: 4º
  • Ranking Sharpe: 3º

Das 5 primeiras carteiras, ela é a que apresenta uma boa diversificação entre classes, com a alocação 35%|40%|5%|20%.

Apesar de possuir 35% em ações, ela conseguiu uma alta de 4,01% nessa classe, pelos investimentos em ações individuais como: AMBV4|CCRO3|BBDC4.

Resumo e Conclusão

Aguardei ansioso o início dessa série. Receber as 380 carteiras foi uma honra e trabalhar extensivamente com elas para trazer os resultados desse artigo tem sido uma experiência de aprendizado.

Abaixo uma comparação de dados (em 2013):

  • Média do Retorno das 380 Carteiras: -0,10%
  • CDI: 0,59%
  • Ibovespa: -1,95%

Artigos e Links para aprender além desse artigo:

Até a próxima atualização da série Alocação de Ativos em 2013.

Forte Abraço!

Henrique Carvalho

(crédito das imagens: shutterstock.com)

Sobre o autor

Henrique é especialista em alocação de ativos, eleito um dos 5 melhores educadores financeiros do Brasil em 2012/2013. Continue Lendo aqui!

  • Incrível a participação nesse ano! Parabéns pelo texto, uma análise bem completa, dá pra aprender cada vez mais e melhorar na alocação das carteiras reais hehe

    • Oi Rochester!

      A participação foi maravilhosa. Sou muito grato a todos que participaram. Confesso que no primeiro dia que recebi as 100 primeiras planilhas fiquei horas e horas no email coletando as alocações e agradecendo o pessoal. Um dia para se lembrar.

      Com o tempo, espero deixar essa análise mensal ainda mais completa.

      Grande Abraço!

  • Luiz Lima

    Realmente essa série é fantástica! Parabéns e obrigado pelo comprometimento de nos oferecer essas análises!

  • Eder Silva

    Meus parabéns pelo trabalho Henrique.

    Tenho certeza que não é fácil por este motivo admiro sua responsabilidade e disciplina para todas as 380 carteiras.
    Um grande abraço.

    Eder Silva

  • Rodrigo

    Henrique, poder participar da série após ler seu livro e aplicar os ensinamentos já começou a fazer diferença! Só com o que consegui de rentabilidade com etf’s, já passou o dinheiro investido no seu livro, em muitas vezes! Abraços!

    • Oi Rodrigo!

      Que ótima notícia!

      As ETFs garantem uma tranquilidade que não tem preço. Além disso, é investir da maneira mais simples possível, sem tomar nosso precioso tempo com a família, amigos e com lazer.

      Muito bom saber que o investimento valeu a pena!

      Forte Abraço!

  • andre matttos

    Henrique,

    Seu ebook foi um divisor de águas. Antes eu não entendia porque o bolo não crescia, por mais que tentasse. Hoje, já consegui ver uma enorme diferença. Tenho duas carteiras, que controlo utilizando os conhecimentos aprendidos aqui. A carteira inicial e a nova, baseada nos conhecimentos adquiridos com o ebook. A primeira rendeu -0,59% enquanto a segunda foi em 0,69%. Estou aprendendo ainda. Mas sou um exemplo da diferença entre o antes, sem o conhecimento, e o agora, após ebook. Continuar este trabalho sensacional que você faz.

    Grande abtaço!

    • Que maravilha André!

      Lembro-me que meus olhos brilharam pela primeira vez que li sobre Alocação de Ativos. Você ganha uma visão mais macro dos investimentos. É como observar uma floresta, e não a árvore.

      Agradeço pela mensagem e espero que a alocação de ativos continue ajudando você no seu caminho rumo à independência financeira.

      Parabéns pelos resultados!

      Forte Abraço!

  • Ronaldo Araujo

    Realmente fantástico essa série sobre as carteiras …
    Gostaria de saber qual o capital mínimo para se começar um investimento com base no eBook Alocação de Ativos ? Ainda não comprei o ebook, mas farei isso ainda esse mês para já começar os meus estudos.

  • Adriana Cairo

    Olá Henrique,Feliz 2013! Muito sucesso para você,pois trabalho sei que você já tem e muito! Bem só fiquei em dúvida em relação ao IFIX , é apenas um índice ,ou pode ser comprado como ETF .Abraço!

    • Oi Adriana!

      Infelizmente, o IFIX é apenas um índice. Seria ótimo se fosse um ETF…

      Muito obrigado! Desejo um ótimo 2013 para você e o Luis!

      Forte Abraço!

  • Allan Oliveira (ALL1)

    Henrique,

    Parabéns pelo trabalho apresentado e pela proposta do ranking. Graças ao seu e-book, aprendi muito sobre investimentos.

    • Grande Allan!

      Parabéns pela carteira destaque do mês (ALL1).

      Fico honrado em saber que o eBook foi útil para o aprendizado.

      Grande Abraço!

  • Eu não entendo esse amor por small e bova. Não receber dividendos e ficar preso pra sempre no índice… sei não.

  • Shirley Gomes

    Oi Henrique!

    Sou iniciante nos investimentos, gosto muito do seu blog. =)

    Perdoe-me a ignorância, mas só vi 255 carteiras, não? =/

    • Oi Shirley!

      Fico muito grato por você acompanhar o meu trabalho aqui no blog.

      Revisei o artigo em busca de algo errado, mas aparecem as 380 carteiras em todas as imagens aqui. Onde exatamente você viu as 255?

      Infelizmente, não conheço nenhum curso online de Excel que seja muito bom aqui no Brasil. Recomendo os lá de fora porque são sensacionais e mudaram minha forma de trabalhar. Peço desculpas pela falta de indicação, mas assim que tiver conhecimento de algum curso de alto nível indico através da lista de emails.

      Forte Abraço!

    • Fabrício Godoy

      Eu percebi que a versão 2003 (XLS) está com apenas 256 colunas, o que acredito ser limitação do formato que é antigo.
      Tente a versão 2007 (XLSX), que aqui é apresentada com todas colunas.

  • Felipe

    Trabalho excepcional!
    Um prazer acessar o seu site.

  • M4jor

    Parabéns e obrigado HC por mais esta série. Sempre aprendo muito por aqui.

    Um sugestão: agora com 380 carteiras ficou tarefa ingrata encontrar onde esta o seu nome na extensa lista. Seria possível gerar ao invés de arquivo .png um que fosse pdf com possibilidade de busca por texto ?

    Abraço!

    • Ótima ideia M4jor!

      Adotarei o PDF na próxima atualização.

      Abraços!

  • William

    Henrique, acho que o link que mostra o índice de Sharpe de todas as carteiras não está funcionando. Por favor, veja se o problema é só comigo ou é geral. Abraço,

    • Oi William!

      Provavelmente o link está funcionando. Clicando agora nele percebi que a imagem é pequena na horizontal e enorme na vertical (190 x 8.002), o que torna difícil de ampliá-la.

      Procurando com carinho é possível vê-la bem na esquerda do seu navegador. Aqui no Safari pra Mac basta um clique na imagem para ampliá-la.

      Abraços!

  • Breno

    Estou contando com minhas alocaçoes negativas para reduçao do risco (hedge, longshort) e turbinar a rentabilidade. Nas açoes fiquei 140 long e 40% short.

    Vamos ver se os resultados serão positivos.

    Abs!!

    BF

    • São raras as carteiras com alguma alocação negativa, mas todas são muito interessantes. O que mais percebi é o pessoal alocando negativo em câmbio para alocar mais em ações.

      Abraços!

  • MACM

    Tenho acompanhado o teu blog faz alguns meses. Estou na turma dos que ainda não tem o e-book. Com as informações que você oferece já tive muito trabalho nos últimos 5 meses. Tenho dificuldades de abandonar algumas aplicações para adequar ao perfil sugerido. E isso tenho feito aos poucos. Tenho títulos do Tesouro rendendo 12, 13% ao ano com imposto de renda a 15%. Isso não se pode mexer. Tenho adquirido criteriosamente FIs e EFTs. Outra questão é a necessidade que tenho, atualmente, de usar a reserva financeira acumulada: estou sem emprego para poder estudar!

    • Oi MACM!

      Esses títulos foram adquiridos em ótimas condições. Investimentos assim não é bom mexer mesmo. Mas fique sempre de olho na sua alocação.

      Aproveite esse tempo para turbinar seu conhecimento. No que precisar do blog ele está aqui à sua disposição. 🙂

      Abraços!

  • Caesar

    No rendimento do FI você considera só a variação da cota ou inclui também os rendimentos distribuídos?

  • C.WhiteSox

    Oi Henrique!
    Vc não vai divulgar a rentabilidade individual de cada carteira?
    Gostaria de saber como ficou a minha carteira no mes de janeiro.
    Abraços

    • Bruno Pessoa

      1,43%. Tem um link CLICA AQUI com o ranking das 380 carteiras.

      • Obrigado pela resposta ao @3b57842815d86e8126a637bbbb0a9af1:disqus Bruno!

  • Bruno Pessôa

    Henrique, boa noite.
    Estava analisando a rentabilidade dos ativos e fiquei com algumas dúvidas.
    Por exemplo, no IMA-Geral, o boletim da ANBIMA apresentou um retorno de 0,37% no mês. No seu gráfico de rentabilidades foi de 0,22%. Está descontando a inflação de janeiro?
    Outra dúvida foi nos ETFs. BOVA11 apresentou um retorno de -1,97%. No seu gráfico deu -4,21%. Você está considerando apenas a variação no preço da cota?
    Aproveitando, parabéns pelo site, e-book e série. Uma ótima fonte de consulta e aprendizado sobre investimentos.
    Abs.

    • Oi Bruno!

      Agradeço pelo comentário. Você está correto. Os dados estão incompletos e já estou trabalhando para atualizar a planilha. Desse modo, ninguém será prejudicado e manteremos a qualidade dos dados, tão importante para essa série.

      Abraços!

  • Fabio Carneiro

    Ola Henrique, mais uma vez parabéns pelo excelente trabalho que vc está desenvolvendo. Tenho uma dúvida, estive verificando e não identifiquei a minha planilha com a alocação que enviei. Por favor, poderia verificar. Carteira NoLimits.
    Obrigado e abraços
    Fabio

    • Oi Fabio!

      Achamos sua carteira, conforme nos falamos por email. Ela já estava nas 380, mas um pouco escondida! 🙂

      Abraços!

  • Helton

    O ranking dos índices de Sharpe da carteira não está aparecendo… Aconteceu só comigo?

    • C.White Sox

      vc precisa clicar no canto esquerdo, pois ele está minimizado. Depois que vc clica ele fica no tamanho normal.

      • Obrigado pela resposta amigo!

        No próximo mês já colocarei a planilha ao invés da imagem para facilitar a compreensão de todos.

        Forte Abraço!

  • USOB

    Conheci o site no final de dezembro e fiz o mini curso. Ainda não comprei o eBook Alocação de Ativos mas montei minha carteira para participar da série, apenas com base na diversificação sem muito conhecimento específico dos ativos. Comecei com um pequeno retorno negativo, mas já aprendi em pouco tempo e sei que não deve se olhar apenas para o retorno.
    Parabéns pelo trabalho.

    • Muito obrigado pela sua participação e por ter feito o mini curso!

      Forte Abraço!

  • Uhul, minha carteira tem o melhor Índice de Sharpe disparado 😛 aprendi direitinho, culpa sua Henrique! hahaha.

    Realmente esse mês de Janeiro foi complicado, e acabou de sair a ata do BCFF, 500 milhões em novas emissões a 104 reais, cotas ladeira a baixo, tou esperando despencar pra comprar e daí poder subscrever.

    Única coisa que eu queria perguntar pois não estou mais acompanhando muito, é o desempenho das NTN-Bs. Algum motivo específico para elas terem caído tanto este mês, visto que a inflação foi maior do que a esperada pelo governo?

    Abraços e parabéns pela iniciativa!

    • Oi Lu!

      Sobre as NTN-Bs elas operam sob 2 vertentes: inflação esperada e taxa de juros futura. Como a taxa de juros futura vem subindo recentemente as taxas das NTN-Bs também se elevaram um pouco, fazendo com que o preço destas caíssem um pouco.

      Entretanto, perceba que esse movimento se deu apenas nas mais curtas (2019 e 2020). As de maior duração 2035 e 2050 tiveram alta rentabilidade em janeiro.

      Abraços!

  • MK

    Henrique,
    Parabéns pela qualidade e sucesso desta nova série.
    Com relação ao ETF de FIIs, na realidade já está em analise na CVM um FII FATOR IFIX FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO que replica o IFIX

    http://www.cvm.gov.br/dados/ofeanal/RJ-2013-01624/20130205_Prospecto%20preliminar.pdf

    Contudo ele não é exatamente um ETF que vai seguir o IFIX, mas na realidade ele é bem melhor (na minha opinião). Conforme consta no prospecto

    “o Fundo distribuirá aos seus Cotistas os rendimentos por ele recebidos e que as Cotas do Fundo serão negociadas em mercado secundário
    de bolsa, poderá não haver correlação ou linearidade entre a variação do valor patrimonial ou de mercado da Cota do Fundo e a variação do IFIX.”

    Ou seja, pelo que entendi o fundo irá distribuir TODOS os rendimentos dos fundos que compõe este fundo (possivelmente descontando a tx de adm. e talvez amortizações) e portanto a variação patrimonial do fundo não vai acompanhar a variação do IFIX mas sim a variação do valor das cotas que compõe o fundo. Quando mudar a composição do IFIX ele possivelmente deve vender algumas cotas e com o dinheiro desta venda comprar outras cotas para replicar a nova composição do IFIX. Como uma das coisas mais interessantes nos FIIs é a distribuição mensal livre de IR, fizeram algo inteligente (principalmente para quem monta a carteira para aposentadoria): as pessoas que tiverem cotas deste fundo vão receber rendimentos mensais isentos de IR, ao contrário do que ocorre com os ETFs. Mas mesmo assim o IFIX tem alguns FIIs com percentual alto que eu particularmente acho muito ruins. Sou muito mais minha carteira. Para mim, acho que é bem fácil montar uma boa carteira de FIIs bem diversificados e depois deixar no piloto automático, ao contrário do que ocorre com ações que dependem de várias variáveis e portanto que consomem um tempo enorme e que ai vale mais a pena ter um fundo na minha opinião.

    • Excelente informação MK!

      Espero que seja um pequeno passo para um grande caminho que os fundos imobiliários precisam seguir aqui no Brasil.

      Sobre a composição dos índices sempre haverá discussão sobre a qualidade de alguns fundos, mas a praticidade de investir no pacote todo e ainda receber os rendimentos mensalmente na conta é muito tentadora.

      Abraços!

  • MK

    Olá Henrique,
    Para o DIVO11 ao invés de -4,29%, no site do DIVO11 fala que em janeiro ele rendeu -1,88%.

    https://ww93.itau.com.br/itnow-pt/etfs-it-now/it-now-idiv/performance/

    • Oi MK! Você está correto. Os dados que peguei na Enfoque estão BEM diferentes dos dados do Itaú. Obrigado pela atenção. Já corrigi na planilha os dados e no próximo mês as informações estarão atualizadas. Abs!

  • ortodontista

    Ola´<
    Tenho lido seus posts e tenho me questinado ultimamente e gostaria de trocar umas ideias.

    Comecei em 2003 na bolsa de forma meio desordenada e com medo o que não me rendeu Grandes feitos nesse exelente periodo .

    Comecei a trabalhar no ano 2000 com R$ 40.000,00 para montar um
    consultorio simples e comprar um caro usado e hj tenho com imoveis ,
    bolsa , FII, poupnça etc cerca de R$ 4000.000,00, comecei ganhando no
    trabalho como liberal R$1500,00 e hj ganho cerca de R$17.000,00.
    O
    QUE ME FRUSTRA É NÂO RECEBER COM 3300.000,00 INVESTIDOS(TIRANDO A CASA
    QUE MORO) NEM A RENDA QUE GANHO TRABALHANDO!!.minha pergunta?

    Como me organizar para me aposentar(trabalhar qdo e como quiser) dentro
    de 5 anos do trabalho que exerço, mantendo os mesmos ganhos atuais??
    grato

  • ortodontista

    Ola´<
    Tenho lido seus posts e tenho me questinado ultimamente e gostaria de trocar umas ideias.
    Comecei em 2003 na bolsa de forma meio desordenada e com medo o que não me rendeu Grandes feitos nesse exelente periodo .
    Comecei
    a trabalhar no ano 2000 com R$ 40.000,00 para montar um consultorio
    simples e comprar um caro usado e hj tenho com imoveis , bolsa , FII,
    poupnça etc cerca de R$ 4000.000,00, comecei ganhando no trabalho como
    liberal R$1500,00 e hj ganho cerca de R$17.000,00.
    O QUE ME FRUSTRA É
    NÂO RECEBER COM 3300.000,00 INVESTIDOS(TIRANDO A CASA QUE MORO) NEM A
    RENDA QUE GANHO TRABALHANDO!!.minha pergunta?
    Como me organizar para
    me aposentar(trabalhar qdo e como quiser) dentro de 5 anos do trabalho
    que exerço, mantendo os mesmos ganhos atuais?? grato

  • Lucas Secundo

    Henrique,
    Muito bom esse acompanhamento e as conclusões que pode-se tirar deles.
    Gostaria de saber por que o pessoal prefere LFT (ativo de renda fixa com maior alocação) a LTN ou NTN-B. Com a Selic 7,5% a.a., a LTN 010117 pagando 9,22% a.a. e a LTN 010116 pagando 8,94% a.a, não seria melhor ficar com a LTN?

  • Michel Ferraz

    Olá Henrique!! Mais uma vez, parabéns pelo estudo! O aprendizado é fantastico sempre! Seguinte, teria como você postar qual seria a alocação que geraria o melhor indice Sharpe?? Não sei a complexidade em conseguir isso mas, se desse, acho que seria interessante analisarmos… Grande abraço!

  • Pingback: Carteiras de Investimentos: Resultados de Fevereiro 2013()

  • Pingback: [2/12] Atualização Mensal das 380 Carteiras (Fevereiro/2013) : Dinheiro&Você | Conquiste sua independência financeira!()

  • RogerioGontijo

    Ola Henrique, parabéns pelo excelente trabalho! Tenho uma dúvida, estive verificando e não identifiquei a minha carteira com a alocação que enviei em 30/01/13. Por favor, poderia verificar. CarteiraRG.
    Obrigado !
    Rogerio

eBook-alocacao-ativos