[2/12] Atualização Mensal das 380 Carteiras (Fevereiro/2013)

5

Bem-vindo à segunda atualização da série Alocação de Ativos 2013.

Vimos na atualização do mês passado que as 380 carteiras ficaram praticamente no zero a zero, apesar da queda de -1,95% do Ibovespa.

Confira aqui todas as atualizações da série.

Nesse mês, os resultados foram ainda piores, já que a queda do Ibovespa foi de -3,91%.

A média do retorno dessas 380 carteiras nesse mês foi de -1,78%.

Continue lendo essa atualização para saber mais sobre:

  • Quais são os ativos mais comuns entre as carteiras?
  • Estatísticas surpreendentes sobre as 380 carteiras
  • Rentabilidade Mensal dos 80 Ativos e de todas as Carteiras
  • Ranking das Carteiras
  • Qual carteira possui o maior índice de sharpe?
  • Carteira Destaque do Mês
  • Relação entre risco x retorno das 90 carteiras

Conheça as 380 Carteiras de Investimentos!

Primeiramente, apresentando os 80 ativos da série.

Os 80 Ativos

80Ativos

Esses são os 80 ativos que ficaram disponíveis para as 380 carteiras investirem.

Eles cobrem muito bem as 4 principais classes de investimentos do mercado financeiro, possibilitando ótimas oportunidades para o investidor diversificar sua carteira.

Alocação Média das 380 Carteiras

Alocação Média das Carteiras

No gráfico acima você pode ver a alocação média das 380 carteiras de investimentos.

Observações:

  1. A alocação em Bolsa é a maior de todas, contrariando o padrão do ano passado.
  2. A alocação em Fundos Imobiliários (FII) ganhou força esse ano. Provavelmente, devido às boas rentabilidades em 2012 (35,01% para o índice – IFIX) e os artigos aqui do site.
  3. A baixa alocação em Câmbio me faz acreditar que o sucesso da Tríade Financeira como investimento é um ótimo caminho a seguir pela grande maioria dos investidores.

Devido ao grande número de carteiras não detalharei todas aqui no site.

Porém, para os curiosos de plantão e os preocupados com a transparência dos dados, coloquei as 380 carteiras com seus nomes e alocações nas planilhas abaixo.

É só escolher sua versão e baixar!

380 Carteiras Excel 2007   |   380 Carteiras Excel 2003

As 15 Maiores Alocações das Carteiras

TOP 15 Ativos das Carteiras

Gráfico bem curioso! Minhas observações:

  1. Predomínio dos ETFs na parte das ações. Nenhum ação individual está entre os TOP15, com alocação acima de 1,60%.
  2. IFIX como “carro-chefe” dos Fundos Imobiliários. Sendo o 3º ativo com maior alocação fica claro uma forte demanda por um ETF desse gênero. Para “fazer barulho” pro pessoal da iShares criar um ETF é só clicar aqui e mandar sua mensagem.
  3. BCFF11B é o fundo imobiliário individual com maior demanda. Novamente, esse é um fundo de fundos. Portanto, uma tentativa dos investidores diversificarem ainda mais em fundos imobiliários sem precisar escolher 20 deles.
  4. NTN-B Principal. O fluxo de pagamentos nas NTN-Bs é ineficiente por conta do imposto regressivo na hora do pagamento semestral. Logo, os investidores preferem um título com pagamento único na data final.
  5. Ouro como proteção. Apesar da alocação média de apenas 3%, o Ouro aparece no TOP15 com 1,97% de alocação. Sem dúvida, um ativo com boa demanda e que merece ser melhor explorado. (clique AQUI para saber tudo sobre o investimento em Ouro)
  6. IMA-Geral. Parâmetro para aplicações em títulos públicos o IMA-Geral aparece em 6º lugar. Uma outra demanda pouco explorada aqui no Brasil pelos fundos de investimentos (também publicarei um artigo sobre esse tema)

Os 15 ativos mais populares e os 65 demais

TOP 15 Ativos x Outros Ativos

Apenas uma divisão entre os 80 ativos. Interessante notar como 15 ativos representam 64% e os demais 65 ativos apenas 36%.

Talvez se tivéssemos 100 ativos poderíamos observar o princípio de Pareto: 80% da alocação pertencendo a 20% dos ativos.

Curiosidades e Estatísticas das 380 Carteiras de Investimentos

Conforme tradição da série anterior, veja 10 curiosidades e estatísticas das 380 carteiras analisadas:

Estatisticas-Carteiras

Após essa introdução, vamos dar início as análises da série Alocação de Ativos 2013!!!

Análise Mensal do Retorno dos 80 Ativos

Distribuição do Retorno Mensal dos Ativos

O gráfico completo com a rentabilidade de todos os ativos em detalhe você pode ver aqui.

As empresas do Eike parecem não encontrar um fundo.

Maior Retorno: RBPR11, com 11,35%.

Menor Retorno: OGXP3, com -23,17%.

Eike, Eike, já está virando rotina suas empresas apresentarem a pior rentabilidade no mês.

Retorno Mensal por Classe de Investimento

Retorno Mensal das Classes

Este gráfico calcula a rentabilidade média de cada tipo de classe.

Por exemplo, a Classe Bolsa possui 39 ativos, sendo 11 ETFs e 28 ações.

Logo, calcula-se a média (sem ponderação) para essa classe, assim como para todas as outras.

Esse mês é a primeira vez na série das carteiras de investimentos que TODAS as classes tiveram retorno negativo.

Definitivamente, fevereiro/2013 não foi um mês fácil para ganhar dinheiro no mercado financeiro.

Distribuição do Retorno Mensal: Renda-Fixa

Distribuição do Retorno Renda-Fixa

Esse é um gráfico bem interessante para acompanharmos, já que temos as variáveis:

  • Tipo de Título: Posfixado, Pré-Fixado, IPCA
  • Duração: Curto, Médio, Longo
  • Índices: IMA-Geral e IMA-Geral ex-C

Caso você ainda não esteja acostumado com esses índices sugiro dar uma olhada no site da Anbima e nesse PDF com a metodologia do índice.

Distribuição do Retorno Mensal: Fundos Imobiliários

Distribuição do Retorno Fundos Imobiliários

Maior retorno: RBPR11, com 11,35%.

Menor Retorno: FLRP11B, com -15,69%.

Aviso de sempre: Embora sejam fundos imobiliários e não apresentem a mesma magnitude de risco das ações, perceba a variação do retorno entre eles em um único mês. A lição: nunca esqueça de diversificar.

No longo prazo, uma carteira com Renda-Fixa + FII + Bolsa, formando a Tríade Financeira, tende a obter uma relação risco x retorno muito melhor do que uma carteira somente com Renda-Fixa + Ações.

Distribuição do Retorno Mensal: Câmbio

Distribuição do Retorno Câmbio

Todos os ativos cambiais em queda no mês, mesmo com a queda da Bolsa.

Dessa vez a correlação negativa entre Bolsa x Ativos Cambiais não prevaleceu e novamente temos uma queda das ações seguida de uma queda nos ativos cambiais.

O Ouro foi o ativo que mais perdeu valor dentre eles, -6,54%.

Distribuição do Retorno Mensal: Bolsa

Distribuição do Retorno Bolsa

No gráfico acima, todos os 39 ativos de classe Bolsa, incluindo 11 ETFs e 28 ações individuais.

A alta volatilidade e risco das ações individuais nos obriga a escolher diversas delas para não sofrer tanto em momentos de pânico e não deixar de aproveitar momentos de euforia.

O debate entre ações individuais x ETFs de Ações irá sempre existir. Independente da sua preferência, diversifique sempre!

Maior retorno: SLED4, com 9,41%.

Menor Retorno: OGXP3, com -23,17%.

Distribuição do Retorno Mensal: ETFs

Distribuição do Retorno ETFs

Resolvi criar um gráfico especial para o merecido destaque aos ETFs.

Maior retorno: UTIP11, com 1,84%.

Menor Retorno: PIBB11, com -4,17%.

Ícone curso Curso 100% grátis!

Junte-se a leitores que recebem as nossas 10 aulas grátis sobre investimentos!

380 Carteiras de Investimentos: Rankings, Retorno x Risco e Sharpe

Distribuição do Retorno Mensal das Carteiras

No gráfico acima, você observa a distribuição do retorno das 380 carteiras nesse mês.

Média de Retorno das 380 Carteiras nesse mês: -1,78%.

Maior Retorno:  Crazy, com 3,72%.

Menor Retorno: Bola d Neve, com -10,26%.

O ranking detalhado do retorno mensal de todas as 380 carteiras você pode encontrar nas planilha abaixo:

Ranking 380 Carteiras (Excel 2007)   |   Ranking 380 Carteiras (Excel 2003)

Carteiras (com ou sem) o suporte do eBook

eBook-Não-eBook

Conforme prometido, estou dando os devidos créditos ao pessoal que adquiriu o eBook Alocação de Ativos e participa da série.

Sã0 163 carteiras (42,39% do total) que utilizam todo o potencial da alocação de ativos para investir.

No gráfico acima uma comparação entre o pessoal que adquiriu o eBook e que não adquiriu o eBook (ainda). 🙂

Não será uma regra as carteiras com eBook apresentarem sempre os melhores resultados, mas assim foi no mês de fevereiro, com:

  • Maior retorno mensal
  • Maior retorno Anual
  • Menor risco
  • Maior índice de sharpe

A alocação entre os 2 tipos de carteira é bem semelhante, assim como a média das 380 carteiras.

Para saber todos os detalhes sobre o material Alocação de Ativos basta clicar AQUI.

Relação Retorno x Risco

Retorno x Risco (Anualizado)

A relação entre retorno e risco é um dos conceitos mais importantes do mercado financeiro.

Afinal, de que adianta um alto retorno se existe um alto risco inerente ao investimento?

Você pode ganhar 100% em um ano e perder 50% no outro e estará no mesmo lugar que começou.

Como os dados ainda são muito recentes e estão anualizados, ainda temos muita dispersão nos dados. Por esse motivo, ainda não coloquei as carteiras mais destacadas nesse gráfico.

As 10 Carteiras com Maior Índice de Sharpe

10 Carteiras com Maior Índice de Sharpe

O índice de sharpe é um excelente indicador para medir:

  1. Retorno
  2. Risco
  3. Custo do Dinheiro

Quanto maior, melhor. Significa que a carteira gerou um retorno adicional ao CDI (ativo livre de risco) com baixo risco.

Devido ao fraco desempenho do mês de fevereiro, aplicações seguras e tradicionais que seguem a taxa Selic/CDI foram destaque no mês, fazendo com que os índices de sharpe ainda sejam baixos. Muitos sendo negativos.

Você pode consultar o ranking completo do índice de sharpe das 380 carteiras baixando a planilha a seguir.

Sharpe 380 Carteiras (Excel 2007)   |   Sharpe 380 Carteiras (Excel 2003)

Carteira Destaque do Mês

carteira-destaque-mes

Todo mês publicarei uma carteira destaque aqui nessa série.

A carteira da vez é a NEWBIE UP com as seguintes estatísticas:

  • Ranking Retorno: 4º no mês e no ano
  • Ranking Sharpe: 5º

Das 5 primeiras carteiras, ela é a que apresenta uma boa diversificação entre classes, com a alocação 33%|25%|0%|42%.

Apesar de possuir 42% em ações, ela conseguiu uma alta de 0,14% nessa classe, pelos investimentos em ações individuais como: SMAL11, DIVO11 e UTIP11.

Resumo e Conclusão

Até o momento, só tivemos meses ruins para a bolsa em 2013, o que dificulta as altas rentabilidades das carteiras e torna ainda mais difícil as carteiras apresentarem bons índices de sharpe.

Portanto, carteiras mais conservadoras preenchem até o momento a liderança dessa série, com poucas exceções.

Abaixo uma comparação de dados (em 2013):

  • Média do Retorno das 380 Carteiras: -1,32%
  • CDI: 1,07%
  • Ibovespa: -5,79%

Artigos e Links para aprender além desse artigo:

Até a próxima atualização da série Alocação de Ativos em 2013.

Forte Abraço!

Henrique Carvalho

(crédito das imagens: shutterstock.com)

Sobre o autor

Henrique é especialista em alocação de ativos, eleito um dos 5 melhores educadores financeiros do Brasil em 2012/2013. Continue Lendo aqui!

  • Breno

    Top15 rentabilidade e sharpe até agora…
    vamos ver se a carteira consegue manter o bom desempenho

    abs,
    Breno (BF)

  • Eder Silva

    Henrique bom dia!

    Já estava com saudades de seus posts aqui.

    Tenho uma observação quanto o gráfico completo com a rentabilidade de todos os ativos em detalhes, pois quando você o abre ele mostra os dados de janeiro/2012.

    No mais espetacular, meus parabéns.

    Att,

    • Luiz Lima

      Também percebi esse detalhe. Os valores são referentes a novembro.

    • Oi Eder!

      Desculpe o erro. Já consertei o link e agora ele aponta para as rentabilidades de fev/13.

      Abraços!

  • Moto Investidor

    Muito interessante, mas pode ficar mais ainda. O Google permite fazer gráficos dinâmicos. Seria interessante utilizar no Gráfico Retorno x Risco. Aqui eu ensino como fazer um gráfico em Pizza (também pode ser usado): http://motoinvestidor.blogspot.com.br/2013/03/como-fazer-um-grafico-pizza.html

    Em breve vou ensinar como usar o gráfico dinâmico. Inclusive, acho que usarei este modelo mesmo.

    • Muito legal Moto Investidor!

      O uso dos gráficos dinâmicos pode trazer uma camada a mais para a análise dos dados. Fico no aguardo de uma guia mais detalhado de como fazer esse uso.

      Forte Abraço!

      • Moto Investidor

        HC, se vc tiver interesse, posso ensinar a fazer com o grafico deste mes. Basta que vc me envie os dados… Vc gera no excel? Meu email eh motoinvestidor @ gmail

  • Olá HC,

    Muito bom os gráficos e os comentários sobre as estratégias, é interessante analisar que a grande maioria está negativa, porém bem acima do Ibov.

    Legal que compartilhou a planilha com a rentabilidade e também os ativos, estou estudando várias estratégias do pessoal, enriquecedor 🙂

    Continue com essa disciplina, monitorar toda essa quantidade de dados não é facil!

    Abraços

    • Obrigado General!

      As planilhas chegaram para substituir as imagens anteriores.

      Desse modo, todo investidor pode analisar em detalhes a alocação de todos, além da rentabilidade e índice de sharpe.

      Forte Abraço!

  • Esse ano está mais complicado, apenas 12 carteiras das 380 estão acima do CDI em 2013. abs

    • É verdade Roberto!

      E o fundo azul quantitativo continua superando o CDI mês após mês. 🙂

      Abraços!

  • Marcelo

    Gosto dessa série, mas não entendo algumas coisas:

    Como alguém pode comprar IFIX por exemplo? Seria em um fundo, ou uma carteira fictícia? E IMA-Geral, IMA-Geral ex-C? Seriam apenas indicadores de uma carteira teórica? Pior ainda, ficar vendido em NTN-B P 2019, como faz? Existe essa possibilidade no mundo real?

    Agradeço desde já

    Marcelo

    • Oi Marcelo!

      A série tem um caráter de estudo, sabendo das limitações práticas.

      A ideia do IFIX é simular como um ETF se comportaria.

      IMA-Geral é possível investir através de fundos. Mais sobre esse tópico em futuros artigos.

      Ficar vendido em NTN-B P 2019 também é outro aspecto mais teórico que prático. Na prática, seria preciso ter um ETF que seguisse esse título e o investidor alugá-lo para depois recomprá-lo.

      Abraços!

      • Breno

        No mercado é relativamente fácil para os gestores ficarem vendidos em títulos, empréstimo via operação compromissada seguida de venda.
        Depois compra-se o título e devolve a compromissada.

        Muito parecido com o aluguel de ações, mas o mercado de títulos é todo via mercado de balcão, não há bolsa organizada, sendo assim só os grandes tem acesso via corretoras./ grandes bancos.

        • Marcelo

          Entendi.

          Obrigado HC e Breno!

          Abs,

  • GUI

    Olá Henrique. Analisando a carteira Crazy, verifiquei que há vários ativos com alocação negativa e alocações positivas para totalizar os 100%. Matematicamente faz sentido a estratégia, mas na prática gostaria de entender por que fez sentido considerar esta carteira na série 2013? Obrigado!

  • GG

    Olá Henrique!

    Mais uma vez gostaria de parabenizá-lo por essa série. Estou aprendendo muito com isso tudo.

    A verdade é que eu desenvolvi um sistema para acompanhar meus investimentos e as chances de eu ter feito um erro são maiores que você hehe entretanto, eu acredito que você tenha cometido um erro no cálculo do rendimento acumulado nesta última planilha.

    A minha carteira (GG) obteve rentabilidade de +0,57% (jan/2013) e -1,04% (fev/2013) . Essas contas estão batendo perfeitamente, só o retorno acumulado que não. O retorno acumulado calculado por mim é de -0,49%, enquanto na sua planilha está em -0,17%.

    Só estou lhe dizendo isso porque é de meu interesse que os cálculos do meu programa estejam corretos e também interesse de todos aqui que os cálculos da série estejam corretos. Posso estar enganado, pode ser um erro meu, aliás, tem grandes chances de ser, uma vez que eu não sou da área e tudo que aprendi foi com você hehe só gostaria que você me explicasse qual a fórmula utilizada por você no cálculo. Muito provavelmente, há outras variáveis que eu não estou considerando…

    A fórmula que eu utilizo para cálculo do rendimento total é a mesma que você divulga em suas planilhas:

    =SUMPRODUCT(PRODUCT(C5:C40+1)-1)

    onde C5:C40 são os valores mensais do período. Eu fiz um teste aqui com os valores de jan e fev e obtive o mesmo resultado do meu programa.

    Mais uma vez gostaria de dizer que o meu objetivo aqui é unicamente educativo. Mesmo porque, se os meus cálculos estiverem corretos e os da planilha deste mês incorretos eu cairei umas boas posições no ranking acumulado hehe

    Desde já agradeço a atenção.

    Muito obrigado.

  • Emerson

    Henrique,

    Se possível salve tambem em excel 2010, pois não consegui abrir as planilhas.

    Abç

  • Luiza

    Henrique, comecei a pouco a ler o HC, mas já estou fazendo o cursinho e pretendo comprar o livro assim que sair o próximo salário! Tenho dúvidas em como calcular o retorno/risco da minha carteira. Aquela planilha q vc disponibiliza não tem o FII que tenho (BRCR11), como eu faço? E vc ainda aceita novas carteiras para acompanhamento? Gostaria de comparar a minha carteira e com as demais. Parabéns pelo trabalho! Luiza

  • Eu

    O q aconteceu com o HC? Nenhum post novo em março e até agora nada da atualização de abril. Será q ele vai descontinuar o blog?

    • Guilherme

      Também estou achando muito estranho. Entro aqui praticamente todos os dias e há tempos já vejo o blog parado… é uma pena, pois gosto muito de ler tudo que o HC escreve.

  • Bruno

    HC, boa tarde!

    Gostaria de agradecer pelo aprendizado e excelente trabalho. Já li boa parte do seu BLOG, pretendo testar o método na prática com um pequeno valor (R$1000,00), comecei a trabalhar a pouco tempo, não posso arriscar muito ainda rs. tenho receio de sair da poupança, pois ainda tenho muitas dúvidas sobre taxas, custos, etc.

    Muito bom o método da Alocação de Ativos, já li muitos materiais em algumas semanas, inclusive da própria Bovespa, bancos, etc. Mas nenhum tem essa eficácia e praticidade. Ainda pretendo ler muito para começar a praticar, estou pegando todas as dicas daqui. Obrigado, Abraços.

    • Eu

      Como o valor é pequeno, sugiro procurar fundos, para fugir de taxas que poderiam acabar com seus possíveis ganhos (custódia etc). Por exemplo, a parte de renda variável poderia ser um fundo PIBB do seu banco. Já a parte de renda fixa, um título do tesouro direto mesmo.

      O HC sumiu mesmo heim. Alguém sabe o nome completo dele pra procurar no google, pra ver se aconteceu algo?

  • Pingback: Carteiras de Investimentos: Resultados de Fevereiro 2013()

  • Pingback: [3/12] Atualização Mensal das 380 Carteiras (Março/2013) : Dinheiro&Você | Conquiste sua independência financeira!()

eBook-alocacao-ativos