[7/12] Atualização Mensal das 380 Carteiras (Julho/2013)

1

Bem-vindo à 7ª atualização da série Alocação de Ativos 2013.

Vimos na atualização do mês passado que as 380 carteiras ficaram tiveram um resultado de -6,46% devido à queda do Ibovespa de -11,31%.

Confira aqui todas as atualizações da série.

Nesse mês, os resultados foram de 1,64% para o Ibovespa e 0,50% para a média das 380 carteiras.

Continue lendo essa atualização para saber mais sobre:

  • Quais são os ativos mais comuns entre as carteiras?
  • Estatísticas surpreendentes sobre as 380 carteiras
  • Rentabilidade Mensal dos 80 Ativos e de todas as Carteiras
  • Ranking das Carteiras
  • Qual carteira possui o maior índice de sharpe?
  • Carteira Destaque do Mês
  • Relação entre risco x retorno das 90 carteiras

Conheça as 380 Carteiras de Investimentos!

Primeiramente, apresentando os 80 ativos da série.

Os 80 Ativos

80Ativos

Esses são os 80 ativos que ficaram disponíveis para as 380 carteiras investirem.

Eles cobrem muito bem as 4 principais classes de investimentos do mercado financeiro, possibilitando ótimas oportunidades para o investidor diversificar sua carteira.

Alocação Média das 380 Carteiras

Alocação Média das Carteiras

No gráfico acima você pode ver a alocação média das 380 carteiras de investimentos.

Observações:

  1. A alocação em Bolsa é a maior de todas, contrariando o padrão do ano passado.
  2. A alocação em Fundos Imobiliários (FII) ganhou força esse ano. Provavelmente, devido às boas rentabilidades em 2012 (35,01% para o índice – IFIX) e os artigos aqui do site.
  3. A baixa alocação em Câmbio me faz acreditar que o sucesso da Tríade Financeira como investimento é um ótimo caminho a seguir pela grande maioria dos investidores.

Devido ao grande número de carteiras não detalharei todas aqui no site.

Porém, para os curiosos de plantão e os preocupados com a transparência dos dados, coloquei as 380 carteiras com seus nomes e alocações nas planilhas abaixo.

É só escolher sua versão e baixar!

380 Carteiras Excel 2007   |   380 Carteiras Excel 2003

As 15 Maiores Alocações das Carteiras

TOP 15 Ativos das Carteiras

Gráfico bem curioso! Minhas observações:

  1. Predomínio dos ETFs na parte das ações. Nenhum ação individual está entre os TOP15, com alocação acima de 1,60%.
  2. IFIX como “carro-chefe” dos Fundos Imobiliários. Sendo o 3º ativo com maior alocação fica claro uma forte demanda por um ETF desse gênero.
  3. BCFF11B é o fundo imobiliário individual com maior demanda. Novamente, esse é um fundo de fundos. Portanto, uma tentativa dos investidores diversificarem ainda mais em fundos imobiliários sem precisar escolher 20 deles.
  4. NTN-B Principal. O fluxo de pagamentos nas NTN-Bs é ineficiente por conta do imposto regressivo na hora do pagamento semestral. Logo, os investidores preferem um título com pagamento único na data final.
  5. Ouro como proteção. Apesar da alocação média de apenas 3%, o Ouro aparece no TOP15 com 1,97% de alocação. Sem dúvida, um ativo com boa demanda e que merece ser melhor explorado. (clique AQUI para saber tudo sobre o investimento em Ouro)
  6. IMA-Geral. Parâmetro para aplicações em títulos públicos o IMA-Geral aparece em 6º lugar. Uma outra demanda pouco explorada aqui no Brasil pelos fundos de investimentos (também publicarei um artigo sobre esse tema)

Os 15 ativos mais populares e os 65 demais

TOP 15 Ativos x Outros Ativos

Apenas uma divisão entre os 80 ativos. Interessante notar como 15 ativos representam 64% e os demais 65 ativos apenas 36%.

Talvez se tivéssemos 100 ativos poderíamos observar o princípio de Pareto: 80% da alocação pertencendo a 20% dos ativos.

Curiosidades e Estatísticas das 380 Carteiras de Investimentos

Conforme tradição da série anterior, veja 10 curiosidades e estatísticas das 380 carteiras analisadas:

Estatisticas-Carteiras

Após essa introdução, vamos dar início as análises da série Alocação de Ativos 2013!!!

Análise Mensal do Retorno dos 80 Ativos

Distribuição do Retorno Mensal dos Ativos

O gráfico completo com a rentabilidade de todos os ativos em detalhe você pode ver aqui.

Maior Retorno: OURO, com 13,45%.

Menor Retorno: OGXP3, com -16,46%.

Retorno Mensal por Classe de Investimento

Retorno Mensal das Classes

Este gráfico calcula a rentabilidade média de cada tipo de classe.

Por exemplo, a Classe Bolsa possui 39 ativos, sendo 11 ETFs e 28 ações.

Logo, calcula-se a média (sem ponderação) para essa classe, assim como para todas as outras.

Distribuição do Retorno Mensal: Renda-Fixa

Distribuição do Retorno Renda-Fixa

Maior retorno: IMA-Geral, com 1,18%.

Menor Retorno: NTN-B P 2035, com -2,28%.

Esse é um gráfico bem interessante para acompanharmos, já que temos as variáveis:

  • Tipo de Título: Posfixado, Pré-Fixado, IPCA
  • Duração: Curto, Médio, Longo
  • Índices: IMA-Geral e IMA-Geral ex-C

Caso você ainda não esteja acostumado com esses índices sugiro dar uma olhada no site da Anbima e nesse PDF com a metodologia do índice.

Distribuição do Retorno Mensal: Fundos Imobiliários

Distribuição do Retorno Fundos Imobiliários

Maior retorno: EURO11, com 6,76%.

Menor Retorno: BBRC11, com -9,92%.

Aviso de sempre: Embora sejam fundos imobiliários e não apresentem a mesma magnitude de risco das ações, perceba a variação do retorno entre eles em um único mês. A lição: nunca esqueça de diversificar.

No longo prazo, uma carteira com Renda-Fixa + FII + Bolsa, formando a Tríade Financeira, tende a obter uma relação risco x retorno muito melhor do que uma carteira somente com Renda-Fixa + Ações.

Distribuição do Retorno Mensal: Câmbio

Distribuição do Retorno Câmbio

Maior retorno: Ouro, com 13,45%.

Menor Retorno: Dólar, com 3,37%.

Distribuição do Retorno Mensal: Bolsa

Distribuição do Retorno Bolsa

No gráfico acima, todos os 39 ativos de classe Bolsa, incluindo 11 ETFs e 28 ações individuais.

A alta volatilidade e risco das ações individuais nos obriga a escolher diversas delas para não sofrer tanto em momentos de pânico e não deixar de aproveitar momentos de euforia.

O debate entre ações individuais x ETFs de Ações irá sempre existir. Independente da sua preferência, diversifique sempre!

Maior Retorno: MMXM3, com 12,24%.

Menor Retorno: OGXP3, com -16,46%.

Paradoxo? 🙂

Distribuição do Retorno Mensal: ETFs

Distribuição do Retorno ETFs

Resolvi criar um gráfico especial para o merecido destaque aos ETFs.

Maior retorno: MATB11, com 9,75%.

Menor Retorno: MOBI11, com 0,36%.

Ícone curso Curso 100% grátis!

Junte-se a leitores que recebem as nossas 10 aulas grátis sobre investimentos!

380 Carteiras de Investimentos: Rankings, Retorno x Risco e Sharpe

Distribuição do Retorno Mensal das Carteiras

No gráfico acima, você observa a distribuição do retorno das 380 carteiras nesse mês.

Média de Retorno das 380 Carteiras nesse mês: 0,50%.

Maior Retorno:  Vanguard, com 5,22%.

Menor Retorno: Bola d neve, com -7,62%.

O ranking detalhado do retorno mensal de todas as 380 carteiras você pode encontrar nas planilha abaixo:

Ranking 380 Carteiras (Excel 2007)   |   Ranking 380 Carteiras (Excel 2003)

Carteiras (com ou sem) o suporte do eBook

eBook-Não-eBook

Conforme prometido, estou dando os devidos créditos ao pessoal que adquiriu o eBook Alocação de Ativos e participa da série.

Sã0 163 carteiras (42,89% do total) que utilizam todo o potencial da alocação de ativos para investir.

No gráfico acima uma comparação entre o pessoal que adquiriu o eBook e que não adquiriu o eBook (ainda). 🙂

Não será uma regra as carteiras com eBook apresentarem sempre os melhores resultados.

Até o momento, todos os meses foram favoráveis para as carteiras apoiadas no eBook para todos os indicadores, como:

  • Maior retorno mensal
  • Maior retorno Anual
  • Menor risco
  • Maior índice de sharpe (como o índice de sharpe é negativo não faz sentido compará-los)

Para saber todos os detalhes sobre o material Alocação de Ativos basta clicar AQUI.

Relação Retorno x Risco

Retorno-x-Risco

A relação entre retorno e risco é um dos conceitos mais importantes do mercado financeiro.

Afinal, de que adianta um alto retorno se existe um alto risco inerente ao investimento?

Você pode ganhar 100% em um ano e perder 50% no outro e estará no mesmo lugar que começou.

As 10 Carteiras com Maior Índice de Sharpe

10 Carteiras com Maior Índice de Sharpe

O índice de sharpe é um excelente indicador para medir:

  1. Retorno
  2. Risco
  3. Custo do Dinheiro

Quanto maior, melhor. O número positivo significa que a carteira gerou um retorno adicional ao CDI (ativo livre de risco) com baixo risco.

Você pode consultar o ranking completo do índice de sharpe das 380 carteiras baixando a planilha a seguir.

Sharpe 380 Carteiras (Excel 2007)   |   Sharpe 380 Carteiras (Excel 2003)

Carteira Destaque do Mês

destaque-mes

Todo mês publicarei uma carteira destaque aqui nessa série.

A carteira da vez é a roch com as seguintes estatísticas:

  • Ranking Retorno: 2º no geral
  • Ranking Sharpe: 2º no geral

Das 10 primeiras carteiras, ela é a que apresenta uma ótima diversificação entre classes, com a alocação 45% | 30% | 5% | 20%. Percebe-se que trata-se de uma carteira conservadora.

Resumo e Conclusão

Abaixo uma comparação de dados (em 2013):

  • Média do Retorno das 380 Carteiras: -10,49%
  • CDI: 4,16%
  • Ibovespa: -20,87%

Finalmente tivemos um mês positivo na Bolsa.

Alguns investidores acreditam que o pior já ficou para trás.

Outros, ainda estão pessimistas com a atual situação da economia e preocupam-se com a alta da inflação no ano.

Porém, mais importante do que estar otimista ou pessimista, é preciso ser realista e analisar sua alocação de ativos.

Estudos já comprovaram que 90% da variação do retorno de uma carteira de investimentos estão relacionados à alocação de ativos, ou seja, ao quanto exatamente você investe em cada ativo.

A carteira roch, destaque desse mês, conseguiu uma rentabilidade positiva nesse ano em que o Ibovespa cai mais de 20%, garantindo o segundo lugar no ranking de retorno e índice de sharpe. Como?

Através da ampla diversificação. Perceba que sua alocação 45% Renda-Fixa | 30% Fundos Imobiliários | 5% Câmbio | 20% Bolsa é amplamente diversificada.

E diversificar é como olhar para o céu, ver as nuvens cinzas e levar seu guarda-chuva.

Existe uma probabilidade de chover, é tudo probabilidade, mas talvez você possa estar enganado.

Entretanto, como diz o ditado: “é melhor estar seguro do que arrependido”.

Essa é a filosofia da diversificação. É impossível saber qual será o ativo com maior rentabilidade no ano.

Porém, se você colocar seu dinheiro em várias “cestas” diferentes, você não corre o risco de perder tudo de uma vez só.

Aplicada dentro de uma estratégia de Alocação de Ativos, a diversificação pode (literalmente) salvar suas noites de sono.

Nos momentos de alta, muitos torcem seus narizes para diversificação, mas basta chegar uma crise que eles se apavoram, enquanto nós estamos tranquilos, pois sabemos como diversificar e como aproveitar momentos como esse.

O rebalanceamento da carteira nesses momentos pode ser uma ótima oportunidade para vender ativos que subiram para comprar ativos que caíram.

A lógica é você se forçar a vender na “alta” para comprar na “baixa”. A estratégia, embora simples, não é simplista.

Por esse motivo, escrevi 7 capítulos inteiros sobre a metodologia completa (passo-a-passo) sobre a Alocação de Ativos.

» Clique aqui para conhecer o eBook Alocação de Ativos

Artigos e Links para aprender além desse artigo:

Até a próxima atualização da série Alocação de Ativos em 2013.

Forte Abraço!

Henrique Carvalho

(crédito das imagens: shutterstock.com)

Sobre o autor

Henrique é especialista em alocação de ativos, eleito um dos 5 melhores educadores financeiros do Brasil em 2012/2013. Continue Lendo aqui!

  • Leonardo

    Estou positivo no ano com 95% da minha carteira em ações. Só me arrependi de não ter mais em RF porque não tive muito pra aportar nos momentos de maiores baixas.

    • Oi Leo!

      Parabéns pelo resultado. Provavelmente está muito melhor do que diversos fundos ativos de ações.

      Abraços!

  • vouape

    Onde está o link com o desempenho das carteiras individuais? Vasculhei a página 3 vezes e não achei o link!

    • Olá!

      Estou preparando ainda as planilhas para disponibilizar para vocês.

      Em breve, coloco aqui no site como opção para baixarem. 🙂

      Abs!

  • Marco

    Parece-me que você ainda está usando o indice Sharpe não modificada com todas as carteiras com indice negativo. Como eu te mostrei na página do mês passado, neste caso o indice Sharpe dá resultados errados (lembre-se que sou professor universitário da área de exatas e portanto tenho um bom conhecimento de matemática). Um artigo bem citado que discute porque o indice Sharpe original dá resultados inconsistentes neste caso e como é possível fazer uma pequena modificação para corrigir estes problemas é C. L. Israelsen, Journal of Asset Management, vol. 5, n°6 (2005). Um resumo dele pode ser visto em http://www.edhec-risk.com/performance_and_style_analysis/Research%20News/RISKReview.2005-06-24.4606?newsletter=yes

    A modificação que teve ser feita para o indice Sharpe fazer sentido também no caso negativo é bem simples (que é a mesma da referencia que te passei no mês passado). Um outro artigo que discute este ponto é o artigo de H. Scholz , Journal of Asset Management, Vol. 7, No. 5, pp. 347-357 (2007).

    • Oi Marco!

      Sim, ainda estou usando a versão “antiga”. Estou escrevendo um artigo sobre o contorno para esse problema do índice de sharpe tradicional e assim que publicá-lo vou mudar nas análises aqui também.

      Abraços!

  • investir40

    Cara, realmente seu trabalho é de paciência e persistência. Parabéns.
    Show de bola
    abraço

  • Davis

    Olá amigos, verifiquem a taxa de corretagem da caixa econômica, pois me pareceu bem atraente para o investidor de longo prazo que procura aportar todo mês e reduzir os seus custos. Abraços

  • Tomaz de Aquino

    Olá Henrique, gosto muito do seu blog e da estratégia que você divulga. Seu trabalho aqui é muito peculiar e louvável. Passo horas e horas lendo seu blog. Tenho duas perguntas para fazer:
    1) Como você diversifica apenas dentro da própria fixa? Como distribui seus aportes no TD?
    2) Porque você não gosta tanto do DIVO11? ( Eu não sei se você não gosta, estou inferindo de minha própria cabeça)

    Obrigado e parabéns pelo blog!

    • Tomaz de Aquino

      Ops, eu quis dizer comprar ações das 75% empresas mais presentes no fundo proporcionalmente.

  • Pingback: [8/12] Atualização Mensal das 380 Carteiras (Agosto/2013) : Dinheiro&Você | Conquiste sua independência financeira!()

  • Pingback: Carteiras de Investimentos: Resultados de Agosto/2013()

  • Pingback: [8/12] Atualização Mensal das 380 Carteiras (Agosto/2013) | Como Investir em Imóveis()

eBook-alocacao-ativos