O início de uma longa caminhada…

Olá a todos!

Como estudante de economia e apaixonado pelo mercado financeiro este blog irá tratar de temas relacionados à finanças e investimentos em geral.

A intenção do blog é criar um meio de se organizar pensamentos, assim como trocar idéias com pessoas, afim de criar artigos de qualidade.

Estes são alguns temas que irei abordar aqui no blog:

  1. Renda Fixa e Tesouro Direto
  2. Câmbio em Geral (Dólar, Ouro…)
  3. Ações em Geral
  4. Análise Gráfica
  5. Análise Fundamentalista
  6. Opções
  7. Fundos de Investimento

E muito mais! O foco estará sempre em posts mais espaçados visando maior qualidade em suas elaborações.

Sendo sempre importante lembrar que as análises feitas no blog refletem minha maneira de pensar e encarar o mercado, não devendo ser tomadas como recomendações.

Conto com o apoio de todos e estarei à disposição para qualquer tipo de crítica, dúvida, elogios…

Grande Abraço,

Henrique Carvalho

Gostou do artigo? Compartilhe!

Sobre o autor

Henrique é especialista em alocação de ativos, eleito um dos 5 melhores educadores financeiros do Brasil em 2012/2013. Continue Lendo aqui!

  • Rafael

    HC, parabéns pelo seu blog. Quero deixar meu depoimento. Quem sabe você possa lançar uma luz sobre ele. Tenho 30 anos. Comecei a poupar há exatamente 3 anos. Economizei/investi até agora R$ 93.000,00.

    Comecei a investir em junho de 2008, após economizar cerca de R$ 40.000,00. Apliquei R$ 30.000,00 no TD e o restante na Bolsa. Até agora perdi, em valores líquidos, R$ 6.500,00 na Bolsa; um valor irrecuperável, pois se refere ao patrimônio investido. Creio que devo ter aplicado no máximo R$ 15.000,00, provavelmente menos. Atualmente, agosto 2009, possuo aproximadamente R$ 88.000,00 no TD e R$ 8.000,00 na poupança. Disponho, todo mês, de R$ 3.800,00 para investir, o que corresponde a 70% de minha remuneração líquida. O fato de ter perdido R$ 6.500,00 na Bolsa deixou-me bastante abalado, inconformado. Sei, contudo, que tenho de aumentar minha exposição ao risco, investindo em RV. É algo que pretendo fazer gradualmente com o tempo. Só não decidi ainda se por meio do PIBB ou ações da PETRO ou VALE.
    Caro HC, pode tecer algum comentário sobre minha história. Qualquer informação será muito bem-vinda. Obrigado.

    • Henrique Carvalho

      Olá Rafael!

      Obrigado pela participação aqui no blog.

      Primeiramente eu gostaria de fazer uma observação importante.

      Provavelmente o fato de você ter perdido um valor importante na atual crise faz com que você classifique a Bolsa como um investimento ruim, pois apresentou um prejuízo recente, além de apresentar uma alta volatilidade (variação de retornos).

      Então, devido à crise atual, as pessoas tendem a migrar para investimentos conservadores, buscando maior proteção.

      Porém, um investidor que está com foco no longo prazo deveria jsutamente fazer o contrário; aumentar sua posição na bolsa (perdedora), diminuindo sua posição na renda-fixa (vencedora). Por perdedora entenda que apresentou prejuízo e vencedora que apresentou lucro.

      Mas por que devemos comprar investimentos perdedores?

      Por que cada investimento passa por momentos otimistas e pessimistas. Como investidores no longo prazo devemos nos aproveitar dessas distorções que o mercado nos proporciona. É só ver o que aconteceu após a crise:

      Muitos investidores migraram para a renda-fixa e deixaram de participar dessa alta recente na bolsa. Agora, vendo a subida da bolsa eles querem voltar a investir na bolsa.

      Veja bem, mudar seu portifólio a todo momento pode ser prejudicial, pois assim você estará querendo “advinhar” qual será o desempenho futuro dos ativos. E market-timing é uma estratégia que muitos, mas muitos poucos conseguem dominar.

      O que considero mais adequado seria definirmos um portifólio com porcentagens fixas e, à medida que elas forem fugindo da porcentagem inicial, devemos rebalancear a carteira.

      Então qual é a porcentagem ideal para mim?

      Isso varia muito de investidor para investidor, sendo única para cada indivíduo. Depende de vários fatores, mas como o principal eu diria a tolerância ao risco, ou aversão ao risco. Ou seja, até que ponto você estaria tranquilo com a volatilidade do mercado?

      Rafael, pelo seu depoimento vejo que você é conservador, já que atualmente tem 91,67% em TD e 8,33% na poupança.

      Por incrícel que pareça, baseando-se nos livros que andei lendo sobre Alocação de Ativos e no estudo que estou fazendo do mercado brasileiro, a adição de uma pequena parte de ações (10% até uns 20%) em seu portifólio (sendo 90% RF / 10% RV ou 80% RF / 20% RV) poderia aumentar consideravelmente o retorno sem aumentar o risco, podendo até mesmo diminuí-lo (na porcentagem 10% RF / 90% RV).

      É surpreendente como o portifólio com o menor risco não é aquele com 100% em RF. Em um artigo neste final de semana irei demosntrar melhor esta idéia.

      Portanto, como você bem citou é muito importante aumentar (nem que um pouco) sua exposição em RV.

      Sobre PIBB ou PETR / VALE, depende muito das suas premissas. Algumas ponderações:

      PIBB:

      Maior diversificação
      Baixo Custo
      Dividendos reinvestidos automaticamente

      PETR / VALE:

      Alta concetração em commodites
      Maior risco devido à concentração
      Baixa diversificação

      Embora minhas ponderações tenham sido tendenciosas, acredito que elas combinam melhor com um perfil conservador de longo prazo.

      Além destes fatores, o PIBB11 tem seus ativos ponderados pela importância de cada ativo dentro deles. Então você também estaria se beneficiando de uma eventual valorização nas commodites que ajudem a PETR e VALE.

      Lembre-se que são apenas idéias e que você deve avaliá-las da melhor maneira para se encaixarem melhor ao seu perfil.

      Concluindo: Com o dinheiro na poupança e com os rendimentos mensais você pode ir sem pressa alocar recursos dessas 2 fontes para a RV até que a porcentagem da carteira fique em um patamar mais adequado para seu perfil.

      Caso queria fazer mais argumentos sobre às minhas idéias sinta-se à vontade para questionar, concordar. E caso queria maior privacidade com alguns dados revelados use a aba “contato”.

      Grande Abraço e sucesso em seus investimentos!

  • Rafael

    Prezado HC,

    Já sou profundamente grato às suas considerações e por ter disposto de seu precioso tempo e conhecimento para contribuir com meu depoimento. Reconheço que suas recomendações são muito pertinentes e pretendo, em breve, migrar, progressivamente, para uma maior exposição à RV. Grande abraço, obrigado e bons investimentos. Vida longa ao seu excelente blog!

    • Henrique Carvalho

      Rafael,

      Fico feliz que minhas palavras tenham lhe ajudado.

      Abraços!

  • rafael

    tenho 32 anos , com 100 mil reais investido, pretendo daqui a 10 anos estar com 500 mil, meus ivestimentos..
    85% em rf e 15% rv, vc acha que estou no caminho certo?
    att rafael
    agradeco desde ja

  • Henrique Carvalho

    Olá Rafael!

    Seja bem-vindo ao blog!

    Analisando os números que você colocou, você teria que ter um rendimento líquido de 17,46% ao ano nestes 10 anos para chegar à meta de R$ 500.000.

    Com uma alocação de 85% em RF (Fundos? TD? CDB? Poupança?) e 15% em RV (Fundos? Ações? ETFs?)acredito que seja difícil chegar lá. Por quê?

    Mesmo em um cenário otimista (suposição) de 13% ao ano líquido para a RF e 20% ao ano líquido para RV você teria um rendimento anual de 14,05%. Bem abaixo de sua meta. E isso porquê são estimativas otimistas.

    Não estou querendo de forma alguma desanimar o seu projeto de investimentos. Estou mostrando apenas cenários para que possamos avaliar possiblilidades.

    Bom, algumas sugestões:

    1. Se quiser aumentar o retorno anual de sua carteira terá que alocar mais capital na Bolsa, afinal, para obter maior retorno você terá de correr mais riscos? Isso vai depender da sua tolerância ao risco. Pela alocação atual de 85% em RF acredito que você não goste muito de correr riscos.

    2. Fazer aportes mensais: Como não citou na sua mensagem não considerei aportes mensais na sua estratégia. Se realmente quiser chegar aos R$ 500.000 acredito ser importante poupar mais. Veja a diferença:

    (a) Sem aportes mensais: Necessita de uma rentabilidade líquida de 17,46% ao ano.

    (b) Aportes de R$ 1.000: 16,93%

    (c) Aportes de R$ 5.000: 14,85%

    (d) Aportes de R$10.000: 12,38%

    3. Diminuir o valor esperado no futuro (menos do que R$ 500.000) devido as dificuldades mostradas acima ou aumentar o prazo (anos) para chegar até lá.

    Se puder ser mais flexível e postergar em 3 anos necessitará de uma rentabilidade de 13,18% sem aportes ou 10,64% com aportes de R$ 5.000.

    4. Embora os valores sejam líquidos (ou seja) após todos os custos imbutidos eles não levam em consideração a inflação no período. Supondo que a inflação seja de 4,5% ao ano todas as rentabilidades divulgadas acima necessitam subir 4,5% ao ano. Ou seja, um importante fator no longo prazo.

    Como você deve ter notado são muitas as possiblidades. Escolha as que fazem mais sentido para você e sucesso nesta jornada dos investimentos.

    Grande Abraço!

  • Pingback: HC Investimentos comemora 1 ano de aniversário! « HC Investimentos()

  • Willy Fog

    Rapaiz, muito bom o seu blog. Não sei como é que eu não descobri seu blog antes. Li alguns dos seus artigos e fiquei impressionado com a qualidade dos assuntos e com a facilidade com que você transmite suas idéias. Creio que o seu blog seja um dos melhores blogs do Brasil sobre finanças pessoais. Pretendo ler o seu blog inteirinho do começo ao fim.

    É isso aí Henrique. Continue com o ótimo trabalho.

    Grande abraço

    • Henrique Carvalho

      Olá Willy!

      Muito obrigado pelos honrosos elogios!

      Já havia visto seus comentários no excelente Valores Reais. Que bom que podemos agora compartilhar mais idéias através dessa interação dos blogs.

      Para facilitar a leitura do blog aconselho:

      1. Inscrever-se no blog para receber novos conteúdos (RSS | E-mail | Twitter)

      2. Consultar os artigos pelo arquivo, pelos temas, pelas tags. Veja mais no final (lá embaixo) do blog, ao descer o “scroller”.

      3. Qualquer dúvida, sugestão ou elogio sinta-se à vontade para fazer comentários e/ou utilizar o formulário de contato.

      Boa Leitura e seja muito bem-vindo!

      Grande Abraço!

  • Pingback: HC Investimentos comemora 1 ano de aniversário!()

  • Jaylson

    Nasce o mito, parabens

    • Anderson Souza

      Voltei aqui no primeiro post, só para ver o início da caminhada deste grande ser humano.
      Parabéns Henrique, você é nota 1.000.

  • Emerson

    Essa foto é na Chapada Diamantina BA?

  • Antonio Janiel

    e assim surgiu uma lenda

  • alex

    parabens pelo blog , muito bom

  • Bruno Rocha

    Iniciativa sensacional – que perdura e tem afetado muita gente. Admiro isso.
    Henrique, estou começando a estudar a área de investimentos. Os tópicos listados de 1 a 7 poderiam ser uma boa ordem para aprender?

    Abraço! Agradecido desde já.

eBook-alocacao-ativos