Como Calcular a Correlação de Ativos?

correlacaoEste artigo faz parte da série Planilhas Financeiras.

Em um artigo passado, vimos a importância da correlação entre ativos, concluindo que, quanto menor é a correlação entre dois ativos, maior será o benefício da diversificação, obtendo um menor risco para sua carteira.

Como inovar a análise de correlações? Calcular a correlação entre ativos não é uma tarefa difícil para quem já está acostumado a utilizar planilhas no Excel.

Basta utilizar a fórmula “correl” e selecionar o retorno de dois ativos desejados.

Não queria apenas “reinventar a roda”. Gostaria de trazer algo novo.

Indo além de uma simples fórmula. É com este intuito que disponibilizo a planilha ensinando a montar uma matriz de correlação entre vários ativos, a destacar correlações negativas (pintando a célula de vermelho) e ainda a utilizar fórmulas para reconhecer quais são as 5 maiores e 5 menores correlações dentro da matriz de correlações.

Para deixar a planilha ainda mais completa, coloquei o retorno mensal dos seguintes ativos no período de janeiro/2007 até julho/2010:

1. IPCA | 2. CDI | 3. Dólar | 4. Euro | 5. Ouro | 6. Ibovespa | 7. SMLL

Os benefícios da planilha. Com esta planilha você será capaz de calcular a correlação entre diversos ativos de forma simples, rápida e eficaz, sabendo exatamente quais são os números que você deve prestar atenção para melhorar a diversificação de seu portfólio através de correlações negativas e evitar a sobreposição (overlaping) entre ativos com alta correlação, o que resultaria em um aumento de custos através da aquisição de novos ativos sem o mesmo poder de correlação.

Todas as intruções sobre como utilizar a planilha estão dentro dela própria.

Qualquer tipo de dúvida deixe sua opinião na caixa de comentários ao final deste post.

Faça o download da planilha HC Investimentos – Como calcular a Correlação de Ativos

Clique para baixar (Excel 2007)


Para baixar mais planilhas financeiras como esta confira o restante da série Planilhas Financeiras.

Gostou do artigo? Compartilhe!

Sobre o autor

Henrique é especialista em alocação de ativos, eleito um dos 5 melhores educadores financeiros do Brasil em 2012/2013. Continue Lendo aqui!

  • Salve, Professor Henrique!

    Mais uma planilha que gera valor para seus leitores. Medir os efeitos da correlação entre ativos, com exemplos extraídos da realidade de nosso mercado acionário, é um critério muito útil para avaliação de investimentos que comporão uma carteira de ativos.

    Você está de parabéns com essa série absolutamente original de planilhas que nos coloca à disposição!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

    • Henrique Carvalho

      Valeu Guilherme!

      É um prazer poder agregar valor a vocês leitores, assim como também me sinto cada vez mais preparado ao ler as opiniões de vocês, seja através dos comentários ou dos posts nos blogs.

      Grande Abraço!

  • Diego Teixeira

    Olá Henrique, tudo bom?

    Uma coisa que gostaria muito de saber (até para melhorar o meu planejamento também) seria qual é a sua fonte para estas informações? Seria um assunto legal até mesmo para um post no blog.

    Tipo, qual é a sua fonte para obter a rentabilidade do ouro dolar, cdi, ibovespa… Você usa apenas um site, ou diversos?

    • Henrique Carvalho

      Olá Diego!

      Já é um assunto que está na lista de temas a serem abordados, pode ter certeza.

      Mas já adiantando, uso várias fontes.

      Grande Abraço!

  • Pingback: A importância da diversificação através da Alocação de Ativos()

  • Tuga

    Oi Henrique,

    Será que você poderia explicar a razão nas fórmulas INDICE usada para identificar os activos mais e menos correlacionados subtraiu 4 (na Linha) e 11 (na Coluna)?

  • Hugo

    oi
    Henrique, vc presta consultoria?

eBook-alocacao-ativos