90 Carteiras, 51 Ativos e 1 Único Objetivo: Aprender! (Resultados de Fev/2012)

carteiras-de-investimentos-2012

Olá Amigos!

Essa é a segunda atualização da série Alocação de Ativos em 2012.

Todas as atualizações você pode acompanhar na seção carteiras de investimentos aqui no blog.

O mês de fevereiro, assim como o de janeiro, foi bastante favorável para os investidores.

A média das 90 carteiras nesse mês foi de 3,15%.

Continue lendo essa atualização para saber mais sobre:

  • Por que agora são 90 carteiras ao invés de 84?
  • Quais são os ativos mais comuns entre as carteiras?
  • Estatísticas surpreendentes sobre as carteiras
  • Rentabilidade Mensal dos 51 Ativos e das 90 Carteiras
  • Ranking das Carteiras
  • Qual carteira possui o maior índice de sharpe?
  • Carteira Destaque do Mês

Conheça as 90 Carteiras de Investimentos

Eu sei… na atualização de janeiro eram 84 carteiras e você deve estar se perguntando o porquê esse número aumentou.

Por dois motivos:

  • Devido ao enorme número de carteiras para catalogar eu, infelizmente, esqueci de incluir algumas (desculpe pessoal)
  • Poucos dias após o prazo final para entrega das planilhas, recebi emails de leitores que estavam viajando e não receberam informações sobre esse projeto, mas gostariam de participar.

Acompanhe abaixo os dados sumarizados dessas 90 carteiras.

1. Alocação de Ativos Média das Carteiras (Classes de Investimentos)

Alocação Média das Classes das Carteiras de Investimentos

Uma das primeiras surpresas que tive quando comecei a receber as planilhas foi saber que vários investidores estavam utilizando o modelo 4-3-2-1.

Ele se refere a: 40% Renda-Fixa; 30% Ações; 20% FII e 10% Câmbio.

A diferença da média para este modelo é que os investidores preferem tirar 5% do Câmbio para investir esses 5% em Ações.

Na minha opinião é uma boa escolha, já que nem toda carteira deve alocar em câmbio.

2. Ativos que Receberam a Maior Alocação

Alocação Média das Carteiras de Investimentos

Cada círculo azul no gráfico acima se refere a um ativo.

No eixo Y você pode ver a participação de cada ativo na carteira média.

No eixo X você acompanha a posição (ranking) desses ativos nos 51 ativos presentes.

O ativo com maior média de alocação foi a LFT 2015, seguida pela LTN 2015 e pelo BOVA11.

Analisando os ativos preferidos nota-se que não há nenhuma ação individual ou fundo imobiliário, o que significa que o público do HC Investimentos tende a diversificar mais sua carteira, alocando em ativos que sintetizam melhor um índice.

A lanterna fica com TAMM4, com uma alocação média de apenas 0,06%.

Warren Buffet, no livro The Intelligent Investor, já citou detestar companhias aéreas…

Não sei se é coincidência, mas os investidores parecem concordar com ele.

3. Estatísticas Interessantes e Surpreendentes sobre as Carteiras

Estatísticas das Carteiras de Investimentos

Separei 7 itens do tipo: “Você Sabia?”

  1. Além de 52% das Carteiras Investirem nas 4 Classes, 83% investem em 3 classes de Investimentos.
  2. Além de 21% das Carteiras Investirem mais de 50% em Renda-Fixa, apenas 9,52% investem mais de 50% em Ações.
  3. Costumo dizer que o investidor deve investir, no mínimo, em 5 fundos imobiliários diferentes. Neste caso, o baixo número de 63% me preocupa.
  4. Além desta regra de bolso de 5 fundos imobiliários, cito que uma diversificação ideal seria acima de 10 fundos imobiliários. Somente 30% passaram neste teste.
  5. 42% das Carteiras Investem somente em ETFs de Ações na Classe Bolsa. Até que o número me surpreendeu positivamente.
  6. 42% das Carteiras Investem em um Mix de ETFs e Ações Individuais. Aqui era onde esperava a maior concentração de investimentos.
  7. 17% das Carteiras Investem somente em Ações Individuais na Classe Bolsa. Será interessante analisar o retorno x risco destas carteiras.

Nota: Pode haver pequenas distorções nos números por questões de aproximações.

Rentabilidade Mensal

Após esses gráficos introdutórios sobre as 90 carteiras participantes, precisamos analisar o retorno dos 51 ativos que as compõem.

Somente desse modo saberemos o quanto cada carteira obteve de rentabilidade nesse mês.

Rentabilidade Mensal dos 51 Ativos em Fevereiro/2012

Rentabilidade Mensal das Carteiras de Investimentos

Nota: A rentabilidade apresentada pode ser ligeiramente diferente de alguma base de dados, já que ela é calculada através de dados diários, ao invés de simplesmente pegar o dado mensal de uma fonte.

É um gráfico bem extenso, mas resume em detalhes todos os ativos.

Se você não está acostumada com esse tipo de gráfico vou relembrar suas principais informações:

  1. O gráfico reflete um ranking decrescente. Logo, de cima para baixo temos os ativos com maior rentabilidade.
  2. Existe uma divisão (linha cinza) entre ativos com rentabilidade positiva (barras azuis) e rentabilidade negativa (barras vermelhas).
  3. Cada classe de investimento recebe uma cor para facilitar a visualização do retorno: Renda-Fixa (azul); FII (verde); Câmbio (laranja) e Bolsa (vermelho).

O mês de fevereiro foi bastante generoso com os investidores. Poucos foram os ativos que obtiveram rentabilidade negativa.

A rentabilidade e as análises desses 51 ativos foram divididas em 6 gráficos diferentes:

1. Distribuição do Retorno Mensal dos Ativos

Retorno Mensal Diversos Ativos Janeiro 2012

Ao invés de analisar uma longa tabela + um gráfico que mais parece um arranha céu, que tal analisar a distribuição do retorno mensal de cada ativo?

O gráfico é simples. No eixo vertical (Y) temos o retorno mensal de cada ativo.

No eixo horizontal (X) temos a posição no ranking de rentabilidade do ativo.

Logo, analisamos da esquerda para à direita os ativos com maior rentabilidade.

Uma das vantagens deste gráfico é a possibilidade de identificar retornos dispersos, como o caso do fundo imobiliário HTMX11B, da ação MMXM3 (2ª no ranking) e da small cap BICB4.

Confesso ser surpreendente verificar um fundo imobiliário em 1º lugar dentre os 51 ativos analisados.

Reforça a ideia de que uma ampla diversificação em diferentes classes de investimentos pode ajudar o investidor a melhorar a relação retorno x risco de sua carteira.

Todos os detalhes sobre as carteiras em breve…

Mas antes…

2. Retorno Mensal das Classes de Investimentos

Retorno Mensal Classes de Investimentos Janeiro 2012

Este gráfico coleta a rentabilidade média de cada tipo de classe.

Por exemplo, a Classe Bolsa possui 23 ativos, sendo 3 ETFs e 20 ações.

Logo, calcula-se a média (sem ponderação) para essa classe, assim como para todas as outras.

Nesse caso, a média da classe Bolsa é de 6,24%, estando (dessa vez) acima do ETF BOVA11 com rentabilidade de 4,13%.

O ETF PIBB11, com rentabilidade de 2,48%, ficou com desempenho bem abaixo da média da classe Bolsa, com rentabilidade de 6,24%.

Para saber mais sobre a relação entre BOVA11 x PIBB11 leia essa análise comparativa que fiz entre os dois.

A classe Câmbio foi a que mais sofreu nesse mês, com queda de -0,42% em média.

3. Distribuição do Retorno Mensal da Classe Renda-Fixa

Retorno Mensal Títulos Públicos Janeiro 2012

Novamente, um gráfico que analisa a distribuição do retorno.

Porém, agora os ativos são rankeados dentro de sua própria classe. No caso, Renda-Fixa.

Aqui é possível perceber a preferência pelos títulos indexados a inflação (IPCA).

O título indexado à taxa Selic (LFT 2015) teve a menor rentabilidade dentre os 5 títulos.

Esse gráfico reflete exatamente o que deve-se esperar do retorno desses título no longo prazo, dadas condições normais.

Títulos Indexados a Inflação tendem a render mais do que Prefixados, que tendem a render mais do que Indexados à Taxa Selic.

Além disso, títulos com maior duração, ou seja, maior tempo até vencimento, tendem a obter rentabilidades maiores do que títulos de prazos menores, já que carregam maiores incertezas e, consequentemente, risco.

4. Distribuição do Retorno Mensal da Classe Fundos Imobiliários

Retorno Mensal Fundos Imobiliários Janeiro 2012

O ativo destaque para os fundos imobiliários foi o HTMX11B, com rentabilidade de 18,67%.

O fundo imobiliário logo atrás do HTMX11B foi o NSLU11B, com rentabilidade de 14,38%.

Do lado negativo, o fundo BBRC11 obteve o pior desempenho, de -3,39%.

A média de retorno desta classe de investimentos foi de 3,90%.

Diversificar além de Renda-Fixa e Bolsa é um benefício que todo investidor deveria aproveitar através dos fundos imobiliários.

No longo prazo, uma carteira com Renda-Fixa + FII + Bolsa tende a obter uma relação risco x retorno muito melhor do que uma carteira somente com Renda-Fixa + Ações.

5. Distribuição do Retorno Mensal da Classe Câmbio

Retorno Mensal Câmbio Janeiro 2012

Com a alta do Ibovespa no mês, é natural esperar uma queda dos ativos cambiais, dado sua correlação negativa com o índice.

Entretanto, o Ouro é um ativo atrai os investidores porque ele tendem a subir quando o Ibovespa cai e não tende sempre a cair junto com os demais ativos cambiais.

É claro que essa relação pode não se sustentar no longo prazo, mas ao longo dos últimos 10 anos, o Ouro tem sido um dos ativos com maior rentabilidade.

Saiba tudo e um pouco mais sobre o investimento em Ouro através desse artigo.

6. Distribuição do Retorno Mensal da Classe Bolsa

Retorno Mensal Ações Janeiro 2012

Novamente temos uma empresa “X” no topo do ranking de rentabilidade. Fãs do Eike pronunciem-se nos comentários! 🙂

A distribuição do retorno das ações é praticamente linear. Somente o final da cauda é quebrado com o BICB4, cuja rentabilidade foi de -5,90% nesse mês.

Ícone curso Curso 100% grátis!

Junte-se a leitores que recebem as nossas 10 aulas grátis sobre investimentos!

Carteiras de Investimentos: Ranking (Fevereiro)

Retorno Mensal Investidores Fevereiro 2012

clique na imagem para ampliar

Na tabela acima você pode ver a rentabilidade mensal das 90 carteiras enviadas, ordenadas pelo ranking de rentabilidade no mês.

A carteira líder no mês é a XAR, com uma rentabilidade de 7,98%.

O surpreendente dessa carteira é que 90% do seu capital está alocado em fundos imobiliários (HTMX11B incluso) e 10% em ações.

Distribuição do Retorno Mensal das Carteiras de Investimentos

Distribuição do Retorno Mensal Investidores Fevereiro 2012

Agora você já deve estar acostumado com este gráfico da distribuição do retorno.

Neste caso, temos o retorno mensal das carteiras através do ranking da posição da carteira.

O mês de Fevereiro trouxe apenas 2 carteiras com retornos fora do padrão de distribuição.

A carteira AMR novamente está na lanterna porque tem 100% do seu capital alocado no fundo imobiliário BBRC11.

Carteiras de Investimentos: Ranking (Acumulado)

Retorno Mensal Investidores Fevereiro 2012

clique na imagem para ampliar

Na tabela acima você pode ver o ranking da rentabilidade acumulada das 90 carteiras enviadas.

A carteira líder no mês é a XAR, com uma rentabilidade de 15,03%.

Distribuição do Retorno Acumulado das Carteiras de Investimentos

Distribuição do Retorno Mensal Investidores Fevereiro 2012

Acima, o gráfico de distribuição do retorno acumulado as 90 carteiras analisadas.

No pelotão de frente segue a carteira XAR, concentrada em fundos imobiliários.

O pelotão secundário conta com 5 carteiras com forte alocação em Bolsa.

Destacada dos pelotões, a carteira AMR ainda é a única com rentabilidade negativa.

Carteira Destaque do Mês

Carteira Destaque do Mês

O destaque desse mês é a carteira FQ12 com rentabilidade de 4,17%.

Ela foi apenas a 16ª colocada no mês e a 21ª colocada no geral.

Então por que ela está aqui como carteira destaque do mês?

Você está lembrado do artigo que escrevi sobre o índice de sharpe?

A carteira FQ12 é a carteira com melhor índice de sharpe das 90 analisadas.

Logo, ela é a carteira que consegue gerar maior retorno acima do CDI com o menor risco possível.

Veja no gráfico abaixo as 10 carteiras com maior índice de sharpe:

Índice de Sharpe - 10 melhores carteiras

Conclusão

Analisar os resultados dessas 90 carteiras diferentes permite amplo uso de dados para verificar conceitos como:

  • Diversificação de Carteiras
  • ETFs x Ações Individuais
  • Minimização de Risco
  • Número adequado de fundos imobiliários para investir
  • Correlação entre as diferentes classes

E o mais importante…

… Como cada carteira se comporta em diferentes cenários.

Não tempos o poder para adivinhar o futuro. Logo, diversificamos.

Será interessante analisar como carteiras mais diversificadas irão se comportar no longo prazo em relação a carteiras menos diversificas, principalmente na relação risco x retorno e através do índice de sharpe.

Continue acompanhando este estudo, porque uma coisa é certa: Todos temos muito a aprender.

E nada melhor do que ativos reais, dados reais, e análises detalhadas de 90 carteiras de investimentos.

Afinal, nosso lema é: “90Carteiras, 51 Ativos e 1 Único Objetivo: Aprender!”

P.S.

Conforme mencionei no artigo sobre economia comportamental falta praticamente 1 semana para o lançamento do eBook sobre alocação de ativos, no dia 13/03.

*** Atualizado ***

O eBook Alocação de Ativos já foi publicado e você pode saber mais sobre ele AQUI.

(crédito das imagens: shutterstock.com)

Sobre o autor

Henrique é especialista em alocação de ativos, eleito um dos 5 melhores educadores financeiros do Brasil em 2012/2013. Continue Lendo aqui!

  • Muito bacana o ranking de índice Sharp, HC!

    Seria interessante ver a outra ponta do ranking com os menores índices Sharp.

    Abs !

    • Olá Major!

      Anotado. Eu até havia preparado esse tipo de dado, mas acabei optando por mostrar apenas os “vencedores”.

      Abraços!

  • Detalhe para os extremos (a carteira com a maior rentabilidade XAR e a carteira com a pior AMR). Ambas são muito pouco diversificadas. Acredito que a tendência é que a carteira XAR também comece a ter uma queda em sua rentabilidade ao longo do ano, ou pelo menos deixe de ser uma carteira com uma rentabilidade acima da média.

    • Olá Diego!

      Também acredito. No curto prazo essas carteiras podem apresentar um desempenho bem acima de outras carteiras, além de um maior risco também.

      Por esse motivo escolhi o índice de sharpe para definir a carteira destaque do mês.

      Abraços!

    • o return to the mean também vai compensar a carteira AMR

      • Talvez Ari!

        Essa carteira só investe em 1 único ativo (BBRC11) e devido ao prazo de 1 ano dessa série pode ser que ela fique na lanterna mesmo…

        Só dependerá do retorno desse fundo imobiliário.

        Abraços!

  • Muito bom!

    Obs: FFCI11 não é RF.

    • Obrigado Fabrício!

      Já corrigi na planilha e no próximo artigo já estará corrigido.

      Abraços!

  • Bastante interessante os dados desse mês! Duas altas consecutivas da Bolsa estão fazendo a alegria da galera que tem porções consideráveis de suas carteiras em ações!

    Um parabéns especial ao ITM, que vem colocando em prática todos os ensinamentos hauridos por aqui, e tem se mostrado bastante competente no gerenciamento de sua carteira de ativos!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

    •  Obrigado Guilherme!   Graças aos “excelentes” blogs de educação financeira como o seu e do HC  que venho acompanhando, conciliado com alguns livros e estudos tenho avançado consecutivamente nos meus investimentos!

      Que Deus ajude a todos nós a continuarmos firmes no crescimento financeiro!

      Abços

      ITM

      • Muito obrigado ITM e parabéns pelo acompanhamento que você tem feito no seu blog.

        Abraços!

    • Grande Guilherme!

      Confesso que estou até esperando uma quedinha do Ibovespa para dar uma mudada no ranking das carteiras e verificar ao longo do tempo como o índice de sharpe dessas carteiras irá se comportar.

      Abraços!

  • Essa alta da bolsa ta causando uma ilusão em muitas alocações, vamos esperar até o meio do ano para ver o que acontecerá.

    Uma pergunta: Qual critério utilizado para a escolha das ações disponíveis na planilha? Senti falta de alguns papéis de minha preferencia. Porque você não listou todas empresas, ou pelo menos as mais negociadas mesmo fossem smallcaps?

    Muito boa atualização!

    • Olá Denis!

      O critério foi pegar 1 ou 2 ações de setores diferentes. Além disso, também busquei balancear entre large caps e small caps.

      Abraços!

  • Helison

    Ótimo a atualização deste mês.

    Parabéns pelo trabalho esplendido.

    Minha carteira apareceu.

    Conforme havia dito, a ideia do índice sharpe foi muito boa.

    Obter retorno de 15% num cenário de alta forte na bolsa com uma carteira pouco diversificada é fácil.

    Eu acho que o livro HC Investimentos esta demorando a sair.

    Ja pensou na ideia?

    Obrigado pelas informações e todo o conhecimento transmitido.

    Abraço amigo.

    • Olá Helison!

      O eBook sobre Alocação de Ativos será divulgado no dia 13/03.

      Abraços!

      • Helison

        Estou falando de um livro mesmo, capa e folha.

        eBook é pratico e viável, mas nada como o velho livro.

        Mas aguardo ansioso por eles.

        • Por enquanto o material será disponibilizado somente na versão eBook mesmo Helison!

          Abraços!

  • Erlon Guimarães

    Parabéns a todos que estão participando e, principalmente, ao Henrique pelo brilhante trabalho!!!

    Estou participando com a carteira GUI e gostaria de fazer uma alocação na carteira, uma vez que fiz algumas análises recentemente para alocação em FII e gostaria de implatá-las na carteira GUI: Como posso fazer isso Henrique?

    • Olá Erlon!

      Infelizmente não é possível modificar a alocação inicial da carteira.

      Abraços!

  • Muito bom HC. Realmente num período de subida da bolsa favorece as carteiras agressivas da mesma forma que vimos no ano passado quando a queda da bolsa favoreceu as carteiras mais conservadoras… seria interessante que pudessemos visualizar as carteiras submetidas às duas situações para verificarmos o impacto da diversificação e das seleções de ativos nos respectivos resultados

    • Obrigado pelo comentário Max!

      Estou aguardando um mês de queda para ver o sobe e desce das carteiras.Abraços!

  • Excelente trabalho Henrique!! Me surpreende todo o mês toda essa consolidação de resultados. E confesso que estava um pouco curioso com o resultado da carteira, acho que estou indo bem! Abraços

  • Destaque do mês! Que felicidade!
    Invisto na bolsa há 5 anos…desde a crise me retirei do mercado e comecei a “trabalhar de verdade”, juntei um bom dinheiro e há cerca de 6 meses li “Pai Rico, Pai Pobre”…o que me abriu muito a minha mente! Desde então li outros 8 livros sobre investimento e um belo dia..procurando informações sobre fundos imobiliários encontrei esse blog! O MELHOR blog sobre investimentos do País na minha opinião! Virei noites dissecando o blog…li todoss os artigos..estudei..estudei…fiz contas e mais contas..testes com sharpe..stress..risco..tudo.
    Então dia 04 de Janeiro me senti preparado para aplicar o que estudei…prorroguei a minha saída de casa e a compra do meu carro e investi 90% do que juntei(inclusive as PETR4 e as TELB4 que sobraram da crise) e montei meu portifólio.

    Hoje minha carteira pessoal está com rendimento de 6,91%, melhor do que eu esperava inclusive… Os ativos são um pouco diferentes da minha carteira FQ12, mas o percentual de alocação é o mesmo 4-3-3.

    Conclusão, estou muito feliz e imensamente grato à você Henrique Carvalho! Hoje vejo meu futuro com muito mais clareza!

    Um Grande Abraço!
    Felipe Queiroz(FQ12)

    • Que ótimo Felipe!

      Fico extremamente feliz pela sua dedicação e honrado em saber que pude colaborar em uma pequena parte!

      Desejo sucesso nos seus investimentos e em sua vida.

      A carteira FQ12 merece o destaque pelo maior índice de sharpe apresentado!

      Forte Abraço!

  •  Obs.: Quiz dizer que zerei as posições de petr4 e telb4.

  • HC,

    Dúvidas de investidor leigo:

    1. A carteira AMR apresente rentabilidade negativa em relação a carteira de 90 ativos ? Ou vc compara com outro índice ?

    2. Como reverter a situação ? Adquirindo outros ativos descritos na carteira, como titulos do tesouro ou ETF ?

    Obrigado

    • Olá Augusto!

      1. Ela só possui um ativo. E esse ativo obteve 2 retornos negativos nesses 2 meses de análise.

      2. Diversificando, exatamente. Comprando ETFs e títulos do tesouro ajudaria bastante.

      Abraços!

  • HC, Reli os comentários abaixo e já obtive as respostas. Mas só confirmando as mesmas:

    1. Voce utiliza o indice sharp para verificar o desempenho das carteiras como um todo. Isso vale tambem para verificar o desempenho das carteiras em um determinado tipo de ativo, como FII ou RF ?

    2. Bom.. lendo os comentários abaixo a reversão da carteira não irá refletir na carteira atual (que esta sendo usada por voce para estudos). 

    Obrigado

    • Christoph Kuehnel

      É isso ai!
      Alocação de ativos trazendo uma rentabilidade acima da SELIC e constante… pelo menos por enquanto.

      CAK

      • Olá CAK!

        A alta da bolsa está ajudando bastante, mas o desempenho tem sido muito bom das carteiras.

        Abraços!

    • Olá!

      1. Vale sim!

      2. O futuro dela está totalmente atrelado ao retorno futuro do fundo imobiliário.

      Abraços!

      • Edgard_w

        Comparando apenas os FII´s nas tabelas de rentabilidade dos ativos [Jan e Fev] porque temos tanta diferença de rentabilidade de um mês para o outro?
        Por exemplo o HTMX11B ficou em primeiro em fevereiro e em nono em janeiro

        • Olá Edgard!

          Isso é natural do mercado financeiro. Alguns meses uma ação pode ser a que obteve melhor rentabilidade e em outros meses a pior.

          Tudo depende do humor do mercado e da volatildade do ativo.

          Abraços!

          • Edgard_w

            Entendi. Eu imaginava que nos FII´s dependeria mais dos pagamentos mensais e menos das negociações de compra e venda. Agora entendi.
            Valeu.

            Outra dúvia:
            Estou comparando as rentabilidades dos FII´s para tentar montar uma carteira com cerca de 10 fundos.A partir de quanto no DY vale o investimento? E vendo pelo acumulado de 2011…alguns com mas de 100%..esses deveriam (vendo pela rentabilidade passada), estar em qualquer carteira certo?
            Desculpem se estou falando muita besteira…más para ser novato ainda preciso aprender muito!
            Valeu!

          • Olá Edgard!

            Sugiro ler a nossa seção sobre fundos imobiliários

            http://hcinvestimentos.com/fundos-imobiliarios/

            Em específico o artigo sobre preço justo dos fundos imobiliários pode ajudar você

            http://hcinvestimentos.com/2011/05/18/como-calcular-o-preco-justo-dos-fundos-imobiliarios/

            Abraços!

  • Fabio Fabri

    Mister, por que você disse que os títulos atrelados à inflação têm maior rentabilidade no longo prazo? Isso contraria o prêmio de risco concedido por NÃO se proteger da inflação com os prefixados…

  • Leonardo ROCHA

    Excelente, Henrique!! Parabéns, novamente!!

    Só uma coisa: você sabe como fazer para declarar o Imposto de Renda sobre os ETFs?

    Sei que não existe isenção para vendas inferiores a R$ 20.000,00, mas ainda tenho algumas dúvidas:

    1) O custo de corretagem + taxas também pode ser incluído na operação para reduzir o imposto a ser pago (da mesma forma que ocorre nas ações)?

    2) Em que campo da declaração deve ser informado esse lucro com ETFs?

    Você poderia fazer uma postagem detalhando isso? Tenho certeza de que muitos deve ter essas (e outras) dúvidas.

    No mais, você está de parabéns!

    Que venha o e-book!!

    Um forte abraço!

    Leonardo ROCHA

  • Pingback: Carteiras de Investimentos: Resultados de Março 2012()

eBook-alocacao-ativos